Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

ASAE atacada em alterne

Uma operação de fiscalização de rotina ao jogo clandestino transformou-se num pesadelo para quatro inspectores da ASAE, dentro de um bar de alterne em Marinhais, Salvaterra de Magos.
17 de Junho de 2010 às 00:30
As agressões ocorreram no interior do Bjecas Bar, em Marinhais
As agressões ocorreram no interior do Bjecas Bar, em Marinhais FOTO: direitos reservados

Foram agredidos a murro e a pontapé e só a intervenção da GNR e o disparo de alguns tiros de intimidação pôs fim à fúria dos agressores. Três pessoas, com idades entre os 27 e os 34 anos, foram detidas, apurou ontem o CM.

A confusão instalou-se quando uma brigada da ASAE, constituída por dois inspectores, entrou no Bjecas Bar, na terça-feira à tarde, para uma acção de fiscalização a máquinas de jogo clandestino.

Os inspectores foram ameaçados e injuriados e pediram auxílio a outra brigada que estava nas proximidades. Ao chegarem os outros dois inspectores, as portas do estabelecimento "foram fechadas e começaram as agressões violentas", disse fonte da ASAE.

Alertada para os desacatos, a GNR de Coruche enviou uma patrulha para o bar e conseguiu pôr termo às agressões. Entretanto, já os inspectores tinham efectuado alguns disparos de intimidação dentro do estabelecimento.

Um dos operacionais da ASAE teve de ser levado para o Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, devido à gravidade das lesões. Ontem de madrugada, recebeu alta hospitalar, mas ficou de baixa médica, tal como os outros três inspectores feridos em serviço.

PORMENORES

INTERROGATÓRIO

Os três detidos, dois homens e uma mulher, foram ontem presentes a interrogatório no Tribunal de Vila Franca de Xira. A audição deverá continuar hoje.

ÓCULOS PARTIDOS

O inspector com ferimentos mais graves usa óculos, que foram partidos durante as agressões. Por isso foi transferido para o Hospital S. Francisco Xavier, em Lisboa.

CASO INÉDITO

Esta foi a primeira vez que inspectores da ASAE foram agredidos durante uma operação. Como não havia suspeitas de perigo, não tinha sido pedido apoio às forças de segurança.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)