Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Assaltada vivenda de D. José Policarpo

Levaram um carro, electrodomésticos e peças de decoração do Cardeal-patriarca
24 de Março de 2011 às 00:30
A casa situa-se numa quinta em Pego, Alvorninha, onde D. José Policarpo se retira nos tempos livres
A casa situa-se numa quinta em Pego, Alvorninha, onde D. José Policarpo se retira nos tempos livres

A casa do Cardeal-patriarca de Lisboa em Alvorninha, nas Caldas da Rainha, foi assaltada por arrombamento. Os ladrões levaram um carro, electrodomésticos e objectos decorativos e utilitários. A viatura, pertencente à irmã de D. José Policarpo, foi entretanto recuperada, disse ontem ao CM fonte da GNR das Caldas da Rainha, onde foi apresentada a queixa.

Os assaltantes invadiram a quinta, onde o Cardeal-patriarca de Lisboa se retira para descansar sempre que a agenda lhe permite, "saltando o muro que cerca a vivenda e arrombando uma porta e uma janela na parte traseira". O crime foi consumado há um mês.

Do interior da habitação, situada na localidade de Pego, terra natal de D. José Policarpo, roubaram quatro televisões, aquecedores e outros electrodomésticos, para além de objectos de decoração em cobre, pratos e outras loiças.

Para fugir do local, os assaltantes usaram um carro da irmã do Cardeal-patriarca, que mais tarde foi recuperado pela PSP nas Caldas da Rainha. Quanto aos restantes bens, as autoridades policiais ainda não os conseguiram localizar.

Na altura do assalto, que se desconhece se foi cometido durante o dia ou de noite, não se encontrava ninguém na casa, construída num vale entre eucaliptos e pinheiros, onde habitualmente reina a calma. A residência é cercada por um muro alto, que impossibilita a visão para o interior, e só do cimo de um morro próximo se consegue ter uma noção da extensão da sua área. Tem uma piscina, um ringue para a prática de ténis ou de futebol de cinco e um extenso jardim.

Após o assalto ter sido descoberto por um funcionário encarregado de vários serviços na quinta, a queixa foi apresentada na GNR a 22 de Fevereiro, quatro dias antes de D. José Policarpo completar 75 anos. Segundo as autoridades, o Cardeal-patriarca não soube até agora precisar o valor dos artigos levados. A GNR investiga no sentido de apanhar os assaltantes.

d.josé policarpo caldas da rainha assalto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)