Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Assaltados 900 ATM

O assalto a caixas multibanco tem espalhado o terror de Norte a Sul do País, causando um sentimento de insegurança entre a população. O CM sabe que foram roubados cerca de 900 ATM nos últimos cinco anos. O ano passado, só na área de patrulhamento da GNR, que cobre 94 por cento do território nacional, foram 113 assaltos, o que dá uma média de dois por semana.
11 de Janeiro de 2012 às 01:00
Ministro da Administração Interna e ministra da Justiça reuniram com as forças de segurança, PJ e SIBS. Encontro durou pouco mais de duas horas e já está agendada para segunda-feira reunião do Conselho Coordenador dos Órgãos de Polícia Criminal.
Ministro da Administração Interna e ministra da Justiça reuniram com as forças de segurança, PJ e SIBS. Encontro durou pouco mais de duas horas e já está agendada para segunda-feira reunião do Conselho Coordenador dos Órgãos de Polícia Criminal. FOTO: Bruno Colaço

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, reuniu ontem pela segunda vez com os responsáveis máximos da Polícia Judiciária, GNR, PSP, SEF, Serviços de Informação e Segurança, bem como da Sociedade Interbancária de Serviços, num encontro de pouco mais de duas horas e que contou também com a presença da ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz.

O Ministério da Administração Interna (MAI) e as forças de segurança tentaram sensibilizar o presidente da SIBS, o economista Vítor Bento, na escolha dos locais onde são colocados os multibancos, muitas vezes em espaços comerciais com habitações vizinhas. Tal pode provocar, em caso de ataque à bomba ou recurso a retroescavadora (métodos usados em muitos assaltos a multibancos no último ano), não só a destruição de bens como também causar vítimas humanas.

Preocupado com o clima de insegurança, o Governo prepara a criação de equipas mistas com as várias forças de segurança. Segundo fonte oficial do MAI, "a intenção é constituir equipas mistas especialmente vocacionadas para combater os novos fenómenos de criminalidade".

A atenção não está apenas nos assaltos a ATM, mas também aos roubos ao cobre e ao carjacking, assim como outros crimes violentos.

MINISTROS DIZEM QUE OS CRIMES NÃO VÃO FICAR "SEM RESPOSTA"

Os crimes violentos dos últimos tempos causaram "alarme público", como o próprio ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, admitiu no primeiro encontro com as forças de segurança, a 19 de Dezembro. No entanto, prometeu que "os factos criminosos não ficarão sem resposta" e que tem "confiança absoluta" nas forças de segurança e PJ. Já Paula Teixeira da Cruz, responsável pela pasta da Justiça, quis transmitir um sentimento de tranquilidade, assegurando que haverá segurança neste período que considerou "turbulento". Na reunião de ontem falou-se ainda de um conjunto de medidas que podem resultar "em futuras alterações legislativas".

ROUBOS À BOMBA ASSUSTAM PAÍS

Vialonga foi palco, em Maio, do primeiro roubo a caixas ATM com recurso a explosão, através da injecção de gás, um fenómeno até então apenas visto no estrangeiro. Assim, e desde 4 de Maio, já se registaram em todo o País 44 assaltos deste género, crime que rende aos ladrões elevadas quantias em dinheiro. Precisam apenas de gás, cabos eléctricos e uma bateria de carro para provocar a detonação.

MINISTROS JUSTIÇA ADMINISTRAÇÃO ROUBOS ASSALTOS MULTIBANCOS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)