Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Assaltante leva saco com dinheiro de supermercado

Funcionários do supermercado Marrachinho, na Estrada de Santa Eulália, Albufeira, foram anteontem assaltados por um homem de cara tapada que, com ameaça de uso de arma de fogo, conseguiu fugir com um saco contendo cerca de 57 mil euros de receitas de caixa do estabelecimento comercial. O roubo foi feito a meio da tarde, num local muito movimentado e a escassos metros da dependência do Banif, onde o dinheiro ia ser depositado.
16 de Agosto de 2006 às 00:00
O transporte de dinheiro do supermercado para o banco é, segundo apurou o CM, um procedimento diário e implica uma caminhada de cerca de 60 metros numa estrada com muito comércio e restauração.
Anteontem, dois funcionários do Marrachinho transportavam 57 mil euros num saco de plástico vulgar do supermercado quando, cerca das 14h30, foram interceptados por um assaltante, escondido atrás de uma palmeira a 15 metros do Banif.
Segundo fonte da GNR, o assaltante agarrou pelo braço o funcionário que levava o saco e ordenou--lhe que o largasse, ameaçando dar--lhe um tiro com uma pistola que nunca chegou a exibir. “Larga já o saco ou dou-te um tiro”, terá dito.
O funcionário obedeceu e o assaltante pôs-se em fuga com o dinheiro por uma rua sem saída para automóveis, mas com alternativas para uma fuga a pé. Tudo se passou em menos de um minuto e às claras num local de muito movimento pedonal e rodoviário, mesmo à beira da Estrada de Santa Eulália.
O assaltante actuou de cara tapada com um lenço e óculos escuros. Era alto, magro e falava português sem qualquer sotaque.
As características do assalto indicam um planeamento cuidadoso, um estudo metódico dos hábitos logísticos do supermercado, e talvez a cumplicidade de um ou mais elementos. O transporte de dinheiro é feito diariamente mas não a horas certas e o saco onde é levado não denuncia o conteúdo.
PORMENORES
DINHEIRO
Os 57 mil euros eram transportados por dois funcionários do supermercado, a pé, num saco de plástico vulgar do Marrachinho. Eram receitas de caixa que iam ser depositadas num banco a 60 metros do estabelecimento.
LADRÃO
Alto e magro, actuou de cara tapada com lenço e óculos escuros e ameaçou usar uma arma que nunca mostrou. Falava português. O assalto ocorreu na Estrada de Santa Eulália, frente a vários restaurantes com esplanada.
PJ INVESTIGA
A GNR de Albufeira foi chamada cerca das 15h00. Por haver suspeita de assalto com arma, a investigação está a cargo da PJ, que deslocou inspectores para o local e entrevistou os dois funcionários, um jovem adulto e uma mulher.
Ver comentários