Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Assaltantes atacam

A população de Viana do Castelo está assustada com uma vaga de assaltos a residências que se tem registado nas últimas semanas e que tem um modus operandi semelhante. Os furtos, que ocorrem sempre de manhã na ausência dos proprietários, visam o ouro e o dinheiro que está à vista nas habitações. As semelhanças entre os diversos furtos levam as autoridades a acreditar que os assaltos são perpetrados por um grupo organizado.
12 de Maio de 2010 às 00:30
A GNR de Viana do Castelo está a investigar a onda de assaltos
A GNR de Viana do Castelo está a investigar a onda de assaltos FOTO: Ricardo Almeida

Nos últimos três meses, terão sido dezenas de vivendas assaltadas nas zonas de Viana do Castelo, Ponte de Lima e Arcos de Valdevez. Na maioria dos casos, os ladrões vigiam as vivendas e esperam que os proprietários saiam das habitações para atacar entre as 10h00 e as 13h00. Já na ausência dos donos, testam a segurança das casas. Aproximam-se das janelas para se assegurarem que a habitação não está equipada com sistemas de alarme. Em alguns casos, os ladrões chegaram a lançar pedras para as persianas das residências para verificar que a casa não tem alarmes.

Com o caminho livre, entram nas moradias e limpam o ouro e o dinheiro que encontram. Não levam objectos de grandes dimensões.

"Há um processo em investigação e estamos a tentar apurar se existe conexões entre os diversos casos de furtos que têm algumas semelhanças no modus operandi", disse ao CM fonte oficial da GNR.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)