Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Assaltantes queriam dinheiro para voltar ao seu país

Os assaltantes de um ourivesaria em Aveiro dizem que precisavam de dinheiro para voltar para a Moldávia.
22 de Outubro de 2014 às 17:11
Três assaltantes rebentaram a montra da ourivesaria, em Aveiro
Três assaltantes rebentaram a montra da ourivesaria, em Aveiro FOTO: Direitos Reservados

Os quatro homens suspeitos de terem assaltado em março passado uma ourivesaria em Aveiro confessaram esta quarta-feira em tribunal que cometeram o crime para arranjar dinheiro para voltar ao seu país de origem, a Moldávia.

Na primeira sessão do julgamento, que decorreu no tribunal de Aveiro, os arguidos contaram que vieram para Portugal com uma promessa de trabalho que não foi cumprida. Perante o coletivo de juízes, os suspeitos admitiram que resolveram assaltar a ourivesaria, porque não tinham dinheiro para comer ou fazer a viagem de volta para a Moldávia.

Os quatro indivíduos, com idades entre os 24 e 35 anos, disseram ainda estar arrependidos e pediram desculpa às vítimas. Os factos ocorreram na madrugada de 19 de março de 2014, quando os arguidos, residentes em Braga, viajaram até Aveiro, num Mercedes de matrícula espanhola, para assaltar uma ourivesaria localizada no centro da cidade.

Os arguidos estão acusados, pelo Ministério Público (MP), de um crime de furto simples e outro de furto qualificado. O arguido mais velho responde ainda por um crime de falsificação de documento, já que usava um passaporte falso. Os arguidos encontram-se em prisão preventiva e dois deles não têm autorização de permanência em território nacional.

Aveiro Portugal Ministério Público tribunal moldávia assaltantes dinheiro
Ver comentários