Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Assalto à bomba rende 35 mil euros

Gang fez explodir caixa multibanco carregada na véspera.
António Lúcio 4 de Janeiro de 2017 às 08:47
Assaltantes invadiram grande superfície de madrugada e fizeram explodir ATM, deixando um rasto de destruição
Assaltantes invadiram grande superfície de madrugada e fizeram explodir ATM, deixando um rasto de destruição FOTO: António Lúcio
Um grupo de três assaltantes fez explodir, com recurso a gás, uma caixa multibanco em Beja, durante a madrugada de ontem. O assalto à bomba ocorreu pelas 04h20, na rua 5 de Outubro, junto ao hipermercado Pingo Doce. O alerta foi dado pelo alarme instalado na superfície comercial, tendo a máquina ficado completamente destruída, num crime que terá rendido aos assaltantes cerca de 35 mil euros em notas.

O gang fugiu num BMW preto, antes da chegada da PSP. O rigor com que o assalto foi efetuado e o tempo que levou indiciam que "estava a ser planeado há muito tempo", segundo fonte policial. Tudo indica que os assaltantes entraram na superfície comercial partindo um dos vidros das janelas. Só no interior é que fizeram explodir o multibanco.

"Quando ouvi o estrondo, vim à janela e ainda vi um dos assaltantes a sair do interior do Pingo Doce. Passados poucos minutos, começaram a chegar os carros da polícia", relatou ao Correio da Manhã um dos moradores da rua.

A explosão foi ouvida a mais de 500 metros do local. "Na altura pensei que tivesse sido o rebentar de um foguete", contou uma mulher que vive no bairro da Apariça, a largas centenas de metros do local do assalto. Os funcionários que estavam a trabalhar na padaria do hipermercado aperceberam-se do sucedido, mas não chegaram a ser ameaçados. Ao que o CM apurou, a máquina tinha sido abastecida no dia anterior. A investigação está agora a cargo da PJ, que esteve no local a fazer perícias.
Beja rua 5 de Outubro Pingo Doce BMW Correio da Manhã PJ crime lei e justiça polícia
Ver comentários