Assaltos à coronhada junto a terminais de Almada

A insegurança junto a terminais de transportes em Almada continua. Entre o final da noite de quarta-feira e o princípio da madrugada de quinta, em apenas duas horas, outras tantas vítimas foram agredidas na cabeça por assaltantes. Ambas precisaram de receber assistência hospitalar.

29.10.10
  • partilhe
  • 0
  • +
Assaltos à coronhada junto a terminais de Almada
As duas vítimas foram atacadas com coronhas de armas perto de terminais de transportes em Almada Foto Rui Miguel Pedrosa

O primeiro caso ocorreu pelas 23h00 de quarta-feira, na rua Bento de Jesus Caraça, Laranjeiro. A cerca de 50 metros de uma paragem do Metro Sul do Tejo (situada na avenida 23 de Julho), um homem com cerca de 30 anos foi abordado por dois ladrões.

O transeunte foi intimidado a entregar o telemóvel e, perante a resposta negativa da vítima, esta foi de pronto agredida com a coronha de uma pistola na cabeça. Os ladrões fugiram sem nada roubar, tendo a vítima recebido assistência no Hospital Garcia de Orta.

Menos de duas horas depois, pelas 00h50, nova vítima. Desta feita foi um homem de 29 anos, acabado de sair de um comboio da Fertagus na estação do Pragal. O passageiro, residente na Charneca de Caparica, deslocou-se para uma paragem de autocarros na avenida Torrado da Silva, para apanhar transporte para casa. Com uma mala contendo um computador portátil a tiracolo, o homem aguardava sozinho pelo autocarro quando um assaltante com a cara coberta por um cachecol vermelho e envergando um casaco da mesma cor lhe apontou uma arma de fogo.

O assaltante queria a mala com o computador portátil, mas face à passividade da vítima, esta foi agredida com a coronha da pistola na cabeça e ficou sem a mala que continha o PC, um telemóvel e a carteira.

Derivado à sucessão de crimes junto a terminais de transportes em Almada - violação junto à estação do Pragal e assaltos no Metro Sul do Tejo -, o CM tentou obter ontem uma reacção da presidente da câmara local, Maria Emília Sousa, sobre a insegurança no concelho. Pela segunda vez, a autarca não comentou

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!