Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Assassinam empresário português e enterram o cadáver

Délcio Cardoso, de 64 anos, e colega moçambicano foram mortos à pancada em Angola.
Miguel Curado 9 de Fevereiro de 2019 às 01:30
Cinco autores do homicídio do português Délcio Cardoso e do colega moçambicano foram presos pela polícia angolana
Polícia angolana
Polícia angolana
Cinco autores do homicídio do português Délcio Cardoso e do colega moçambicano foram presos pela polícia angolana
Polícia angolana
Polícia angolana
Cinco autores do homicídio do português Délcio Cardoso e do colega moçambicano foram presos pela polícia angolana
Polícia angolana
Polícia angolana
Um empresário português de 64 anos e um colega moçambicano da mesma idade foram mortos à pancada numa viagem de negócios que fizeram a uma província do Sul de Angola.

Os cadáveres dos dois homens foram depois enterrados pelos homicidas e descobertos pela polícia só duas semanas após os crimes. Este foi o segundo homicídio de empresários portugueses anunciado em Angola, no espaço de apenas cinco dias.

Délcio dos Reis Cardoso, a vítima portuguesa, e Álvaro Morgado, o moçambicano, tinham negócios em Benguela. Segundo a polícia, ambos viajaram para a província da Huíla.

O crime ocorreu em Matala, no sul do país, a 980 quilómetros da capital, Luanda. Ambos terão sido mortos à pancada durante um negócio, ocorrido entre 23 e 24 de janeiro, cujos contornos permanecem por apurar.

Os cinco homicidas enterraram os cadáveres numa zona de mata densa. A Secção de Investigação Criminal da Polícia Nacional angolana iniciou a investigação e prendeu os homicidas já nesta semana.

Os corpos foram descobertos na quinta-feira e estão agora em processo de exumação para a província da Huíla.

‘Teté’ deixa saudades no Malanje
A polícia angolana divulgou, no domingo, o homicídio de Adérito Florêncio Gouveia, conhecido como ‘Teté’. O idoso, de 87 anos, residia na província de Malanje há 60, onde deu emprego a muitas pessoas.

A vítima foi atacada por assaltantes que, quando viram que o empresário não transportava o dinheiro que pensavam, o mataram com uma tábua de lavar a roupa. O funeral de ‘Teté’ teve a presença de centenas de pessoas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)