Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

ASSOCIAÇÃO DENUNCIA ESCRAVATURA

A Associação dos Profissionais da Guarda (APG) apelida de 'esclavagista' a ordem dada pelo comando do Regimento de Cavalaria (RC) da GNR, que reafectou cerca de meia centena de militares para a realização de obras de 'embelezamento' da unidade, que brevemente irá receber uma cimeira de forças europeias congéneres da GNR.
8 de Outubro de 2004 às 00:00
José Manageiro
José Manageiro
Desde o início de Outubro que os 50 militares "têm vindo, por ordem do comando do Regimento, a efectuar vários trabalhos, incluindo limpar os dejectos dos cavalos, sendo por isso desviados das suas funções de patrulha", referiu ao CM o presidente da APG.
O objectivo desta acção é, segundo José Manageiro, "alindar as instalações do regimento para receber a cimeira, no dia 21 de Outubro". Fonte do Comando-Geral da GNR negou que se esteja perante "escravatura", garantindo que estas "são funções inerentes a um militar de cavalaria".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)