Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Associação pede acção criminal

Os comerciantes em Monte Gordo reconhecem que N.S. tem andado mais calmo e que até já foi pedir desculpas na Tabacaria Central. Mas, durante um mês, o ex-segurança aterrorizou funcionários de várias lojas e até agrediu um GNR.
2 de Novembro de 2011 às 01:00
Lojas nesta rua pedonal em Monte Gordo foram atacadas mais do que uma vez pelo ex-segurança
Lojas nesta rua pedonal em Monte Gordo foram atacadas mais do que uma vez pelo ex-segurança FOTO: Nuno Jesus

O homem acabou por sair em liberdade do tribunal, pelo que a Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL) pediu à delegada do Ministério Público de Vila Real de Santo António, em requerimento oficial, que "proceda criminalmente contra o indivíduo".

O requerimento da ACRAL deu entrada em tribunal no mesmo dia em que N.S. saiu em liberdade. Tinha sido detido na véspera, conforme o CM noticiou, após agredir uma funcionária na Tabacaria Central e um dos militares da GNR que o agarraram.

N.S. é bem conhecido em Monte Gordo. "Deve andar transtornado, ele não era assim, era pessoa de bem", disse ao CM uma comerciante. Desde final de Setembro e até à semana passada, o ex-segurança, acompanhado de um cão pitbull, serviu-se à descarada de artigos expostos e de dinheiro de caixa numa padaria, na Tabacaria Central e até numa joalharia. Ameaçava as funcionárias e saia sem pagar, prometendo voltar para furtar mais.

MONTE GORDO AMEAÇA ROUBO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)