Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Ataca à facada para reclamar o subsídio

Empunhando uma faca de cozinha, um homem de 27 anos, que estaria a reclamar a renovação do subsídio de desemprego, entrou na manhã de ontem, de rompante, na Segurança Social das Caldas da Rainha e esfaqueou uma das funcionárias nas costas. Na semana passada já tinha provocado desacatos e agredido com dois socos a vítima e um utente do serviço.
2 de Março de 2010 às 00:30
O edifício encerrou até que estejam garantidas as condições de segurança para funcionários e utentes
O edifício encerrou até que estejam garantidas as condições de segurança para funcionários e utentes FOTO: Carlos Barroso

O agressor, já detido pela PSP, desferiu um golpe de 15 centímetros na funcionária, Maria da Luz Lopes Silvério, de 53 anos, que faz atendimento geral e tesouraria. "Parecia um bisonte a entrar", recorda uma colega da vítima. Saltou por cima de uma secretária e lançou o pânico no serviço, pelas 10h00. "Não pediu para ser atendido. Partiu logo para a agressão com uma faca de cozinha. A colega fugiu para o posto de atendimento da tesouraria, mas ele perseguiu-a e esfaqueou-a nas costas", explicou ao CM Maria dos Anjos Azinhais, directora do Núcleo de Gestão do Atendimento do Centro Distrital de Segurança Social de Leiria.

"Deixou passar o fim-de-semana e já vinha com a intenção de agredi-la", porque se dirigiu de imediato à funcionária, adiantou a responsável da Segurança Social. Após a agressão, perante a vítima e utentes, o atacante "disse que não ficava por ali e ainda fez mais ameaças". Abandonou a faca e acabou por sair "a andar normalmente, como se nada se tivesse passado", descreveu ao CM um utente, Martinho Montez.

O homem, referenciado por outras agressões e ligações à toxicodependência, foi detido ainda de manhã pela PSP. Vai ser presente hoje a tribunal. A vítima foi transportada para o Hospital das Caldas da Rainha, em estado grave, para ser operada. A Segurança Social está a averiguar as motivações do agressor, que estaria a receber o subsídio de desemprego, mas enfrentaria dificuldades em renová-lo, eventualmente por incumprimento de alguma regra. Por isto, decidiu atacar a funcionária à facada.

PORMENORES

SEGURANÇA

O edifício só reabrirá "quando a segurança estiver garantida", com um vigilante ou a PSP.

OUTRA AGRESSÃO

Há duas semanas, o homem agrediu a soco uma funcionária do Centro de Emprego das Caldas da Rainha. Foi detido.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)