Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Ataca mulher e vizinho à facada e é libertado

Hipólito Lordelo, 45 anos, esfaqueou a mulher e um vizinho à frente dos três filhos – dois dos quais menores – e agrediu ainda ao pontapé a sogra, ontem de madrugada, no bairro da Araucária, em Vila Real. Acabou detido pela PSP, foi presente ao tribunal de Alijó – mas, enquanto as vítimas eram assistidas no hospital, o juiz decidiu libertar o marido violento, apesar das várias queixas por violência doméstica que a PSP já tinha registado contra Hipólito Lordelo.
6 de Junho de 2010 às 00:30
José Almeida mostra um dos sítios onde foi esfaqueado, pelo vizinho, no Bairro de Araucária, em Vila Real
José Almeida mostra um dos sítios onde foi esfaqueado, pelo vizinho, no Bairro de Araucária, em Vila Real FOTO: Almeida Cardoso

Tudo aconteceu às 01h00, durante mais uma discussão no apartamento da família. Hipólito pegou em quatro facas de cozinha e atingiu a mulher, Lídia, de 41 anos, nos braços. Enquanto o filho de 14 anos e a irmã, de 20, foram pedir ajuda a um vizinho, o homem pontapeou a sogra, Manuela Rodrigues, de 69 anos, que atirou pelas escadas.

"Comecei a ouvir gritos e a baterem-me à porta. Quando abri vi o mais novo a pedir ajuda. Depois apareceu a filha e foi quando vi o Hipólito a descer as escadas com duas facas de cozinha em cada mão. Meti a rapariga dentro de minha casa porque o rapaz gritava que o pai a ia matar", contou ao CM José Almeida, 34 anos, esfaqueado no tronco. "Tive que me meter, não podia deixar matar as duas mulheres", acrescentou. José Almeida foi atingido com dois golpes. Num deles, o cabo da faca partiu e a lâmina de oito centímetros de comprimento ficou espetada numa costela, tendo sido retirada no Hospital de Vila Real. "A sorte foi ter atingido uma costela, senão já estava morto", disse o homem, revoltado com a libertação do vizinho.

PORMENORES

ALCOÓLICO

Hipólito já esteve internado para ser tratado por alcoolismo. Vizinhos dizem que voltou a beber e está muito violento, que até nos gatos espeta garfos.

TENTA SUICÍDIO

Após ser detido pela PSP, Hipólito ficou nos calabouços da esquadra onde tentou enforcar-se com uma camisola. Os polícias impediram-no e levaram-no ao juiz.

PROIBIDO

O agressor foi libertado, mas está proibido de se aproximar de sua casa e da família. Está ainda obrigado a apresentações periódicas na PSP.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)