Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ataca padastro da namorada após separação

Homem acusado por violência doméstica e homicídio na forma tentada, em Lagos.
Ana Palma 29 de Abril de 2018 às 09:19
Tribunal de Lagos
Rampa só permite o acesso ao rés-do-chão do Tribunal de Lagos
Tribunal de Lagos
Rampa só permite o acesso ao rés-do-chão do Tribunal de Lagos
Tribunal de Lagos
Rampa só permite o acesso ao rés-do-chão do Tribunal de Lagos
Um homem de 46 anos foi acusado pelo Ministério Público (MP) de Lagos por violência doméstica, homicídio qualificado na forma tentada do padrasto da namorada e ainda violação de domicílio.

Os crimes aconteceram em novembro de 2017. Segundo o MP, o arguido e a companheira viveram juntos cinco anos perto de Santiago do Cacém. A mulher era injuriada e ameaçada de morte, proibida de contactar com a sua mãe e o padrasto e de sair com amigas.

Em novembro de 2017, a mulher saiu de casa e foi viver para casa da mãe e do padrasto, em Lagos. Foi nessa habitação que o arguido, não aceitando a separação, entrou sem autorização com uma faca.

Agarrou na ex-companheira para a obrigar a ir consigo. Perante a oposição do padrasto da ofendida, o arguido desferiu dois golpes com a faca na vítima, que ficou ferida e teve de receber tratamento médico no hospital de Portimão.

PORMENORES
Prisão preventiva
O arguido encontra-se com a medida de coação de prisão preventiva desde o dia 4 de novembro de 2017, altura em que foi apresentado a um juiz do Tribunal de Lagos para primeiro interrogatório judicial.

Investigação
A investigação do caso foi dirigida pelo Ministério Público da secção de Lagos do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro, através da Polícia Judiciária. O arguido vai ser julgado por um coletivo de juízes, segundo revelou o DIAP de Faro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)