Ataca tesoureira à facada

Um homem agastado por lhe ter sido cortado o subsídio de desemprego descarregou a ira numa funcionária da Segurança Social. Como a sua reclamação não foi aceite, pegou numa faca e desferiu um golpe de 15 centímetros na empregada da tesouraria. Ontem, no Tribunal das Caldas da Rainha, onde o caso está a ser julgado, foi dito que "agiu friamente ao atacar a vítima nas costas".
27.11.10
  • partilhe
  • 0
  • +
Ataca tesoureira à facada
David Mata Ramos ainda não prestou declarações ao tribunal Foto Carlos Barroso

David Mata Ramos, 27 anos, deparou-se com dificuldades em renovar o subsídio de desemprego, que tinha cessado, e dirigiu-se primeiro, em Fevereiro, ao Centro de Emprego das Caldas da Rainha, onde provocou distúrbios. Agrediu a soco uma funcionária e foi imobilizado por utentes e por um vigilante, no exterior do edifício, e entregue à PSP.

Uma semana depois, já em Março, informado de que o processo passaria para a Segurança Social, deslocou-se aos serviços nas Caldas da Rainha. Ali, insatisfeito com a situação, segundo sustentou ontem nas alegações finais o advogado de acusação, Ruben Dias, "dirigiu-se à primeira pessoa que encontrou no guichet e deu-lhe um soco". Voltou dias depois e esfaqueou a mesma funcionária, Maria da Luz Silvério, 53 anos, que faz atendimento geral e tesouraria, e ainda está de baixa médica. "Entrou munido de uma faca de cozinha e, friamente, atingiu as costas da vítima, que tentou fugir", disse o advogado. Quando o arguido foi detido terá dito à PSP: "Tem o que merece. Paga um, pagam todos!".

O advogado de defesa, Carlos Pina, questionou o atendimento da funcionária, sustentando que "o modo rude e grosseiro era o seu modus operandi" no trato dos utentes que não conhecia. Defendeu que, com base no relatório psiquiátrico, o arguido "não tinha capacidade de percepção daquilo que são os seus actos".

O Ministério Público não tem dúvidas de que David Mata Ramos "tinha o propósito de tirar a vida" à funcionária e pediu a sua condenação numa pena superior a cinco anos de prisão.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!