Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Atacou a mulher à facada por desconfiar de traição

Desconfiado de uma possível traição durante o tempo em que esteve preso, um ex-recluso tentou matar a mulher à facada, ontem de madrugada, em Amiais de Baixo, Alcanena. O homem, de 42 anos, ainda ensaiou o suicídio, mas ambos escaparam com vida às agressões.
15 de Fevereiro de 2007 às 00:00
A tentativa de homicídio, seguida de tentativa de suicídio, aconteceu no primeiro andar deste prédio
A tentativa de homicídio, seguida de tentativa de suicídio, aconteceu no primeiro andar deste prédio FOTO: Ricardo Graça
As justificações e os pedidos de desculpa pelo acto tresloucado ficaram registados numa carta, escrita à mão pelo agressor. Na missiva, o ex-recluso explicava as razões que o levavam a desconfiar da fidelidade da mulher, de 35 anos, e tecia diversos comentários, em jeito de justificação. A terminar, uma frase simples: “Adeus a todos”.
Apresentadas as razões, o homem passou à acção. Pelas 03h30, encetou uma discussão com a mulher, no primeiro andar do prédio que ambos habitavam, no Centro de Amiais de Baixo, e desferiu-lhe “dois ou três golpes no peito, com uma faca de cozinha”, disse fonte da GNR.
Em seguida, com a vítima a esvair-se em sangue aos seus pés, esfaqueou-se “no abdómen, tórax e zona das costelas”.
Os três filhos do casal – dois dos quais menores – ter-se-ão apercebido da gravidade da situação e pediram socorro pelo 112.
Quando chegou ao apartamento, a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) encontrou os dois em estado grave.
Segundo informações dos Bombeiros Voluntários de Pernes, o alegado agressor era o que aparentava necessitar de mais cuidados.
Depois de estabilizados, foram ambos transportados às Urgências do Hospital de Santarém, onde ficaram internados.
A arma do crime e a carta escrita pelo suspeito foram apreendidas pelos militares da GNR, que tomaram conta da ocorrência.
Como se trata de uma tentativa de homicídio, o caso foi transmitido ao Ministério Público e a investigação transitou para a alçada da Polícia Judiciária de Leiria.
O suspeito fica internado no hospital até recuperar dos ferimentos, sendo depois levado a tribunal, para ser ouvido por um juiz de instrução criminal em primeiro interrogatório judicial.
CIÚMES
VINGANÇA
O alegado agressor esteve a cumprir pena de prisão durante seis anos e formou a convicção de que a mulher o traiu, nesse período, com um familiar. Ontem, terá tentado vingar-se da eventual infidelidade, revelou um elemento da GNR
SILÊNCIO
Os vizinhos do casal, no Centro da localidade de Amiais de Baixo, dizem não se ter apercebido da discussão, seguida de agressão. A maioria só ontem durante a madrugada ficou a saber o que se passara.
DESEMPREGADO
De acordo com os moradores, o homem exerceu a profissão de motorista, mas estava desempregado. A mulher trabalhava num café próximo de casa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)