Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

ATAQUE A MERCEARIA

Três indivíduos encapuzados e com uma caçadeira de canos serrados roubaram anteontem cerca de dois mil euros de uma mercearia, no Bairro do Armador, na zona das Olaias, em Lisboa, agredindo o proprietário.
23 de Outubro de 2003 às 00:00
O proprietário da loja ficou com nódoas negras das agressões
O proprietário da loja ficou com nódoas negras das agressões FOTO: Jorge Godinho
“Estávamos a fazer a caixa, ao fim do dia, perto das 20h00 quando eles entraram. Um apontou a arma a uma funcionária”, contou ao CM Abílio Rodrigues, 73 anos, dono da loja, na Rua Bento Gonçalves, que, na altura do assalto, se encontrava na companhia de duas empregadas.
O comerciante, apesar de operado há 15 dias, tentou reagir, mas foi agredido por um dos meliantes, que o imobilizou, ficando com hematomas nos braços e num olho.
“O que tinha a caçadeira agrediu--me também e revistou-me os bolsos, tirando o dinheiro que tinha neles bem como umas notas nas mãos”, acrescentou-nos o proprietário da mercearia ‘Abílio’.
Os assaltantes, dois negros e um branco, abriram a caixa registadora e retiraram todo o dinheiro, incluindo os sacos com moedas para os trocos, deixando, com a precipitação da fuga, cair um na rua, que se rompeu.
“Houve um senhor que os viu meterem-se num prédio aqui perto, o 727”, indicou uma das empregadas.
Este assalto fez aumentar o descontentamento dos moradores do bairro, que se queixam de falta de policiamento. “Ou metem polícia ou os comerciantes vão estar mal, porque os assaltos aqui têm sido uns atrás dos outros”, desabafou uma lojista.
A mercearia ‘Abílio’ é um dos estabelecimentos que mais têm sido roubados. E num dos casos os ladrões usaram gás paralisante.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)