Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Atinge a mãe a tiro e fica em liberdade

Jovem de 24 anos indiciado por posse de arma ilegal foi ouvido em tribunal e libertado.
29 de Março de 2018 às 08:27
Jovem atingiu mãe a tiro em habitação situada num bairro social em Ermesinde
Jovem atingiu mãe a tiro em habitação situada num bairro social em Ermesinde
Jovem atingiu mãe a tiro em habitação situada num bairro social em Ermesinde
Jovem atingiu mãe a tiro em habitação situada num bairro social em Ermesinde
Jovem atingiu mãe a tiro em habitação situada num bairro social em Ermesinde
Jovem atingiu mãe a tiro em habitação situada num bairro social em Ermesinde
Enquanto a mãe e a namorada se divertiam a ver fotografias de família, o jovem, de 24 anos, limpava uma pistola de calibre 6.35 mm, alterada, na casa da família, em Ermesinde. A arma disparou, atingindo a mulher mais velha, e a bala ficou alojada na cabeça.

O homem foi ouvido esta quarta-feira no Tribunal de Valongo. Indiciado por posse de arma ilegal, vai aguardar o desenvolvimento da investigação em liberdade.

O caso, que terá sido acidental, ocorreu terça-feira à tarde, num bairro social, na travessa das Agras Novas, Ermesinde. Momentos antes do disparo, por volta das 17h00, os vizinhos aperceberam-se de barulho na casa. "Ouvi gargalhadas da mãe e do filho momentos antes do som que penso ter sido do disparo. Estavam todos na cavaqueira. Tenho a certeza que foi acidental porque a vizinha tem uma excelente relação com os filhos", disse ao CM Vânia Torres, vizinha da família.

A mulher, de 48 anos, foi operada de urgência no Hospital de S. João, no Porto. A bala foi retirada e a vítima não corre risco de vida. "Não sei onde é que esta arma foi comprada. Deve ter sido por influência dos amigos. Já lhe tido dito para a deitar fora, mas ele não me ouviu", lamentou Manuel Cardoso, pai do jovem.

"Nunca mais vi o meu filho depois de ser levado pela Polícia Judiciária. Sei que veio buscar roupa a casa, já de madrugada, mas não entrou porque não tem coragem para entrar no local onde quase matou a mãe", acrescentou o homem.

A PJ do Porto está a investigar.
Ver comentários