Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Atletas russos caem ao Guadiana

Cinco russos de atletismo de alta competição mergulharam ontem de madrugada com um automóvel no rio Guadiana, em Vila Real de Santo António (VRSA). Os ocupantes do veículo, que ficou a seis metros de profundidade, tinham saído da praia dos Três Pauzinhos com destino à cidade e, por falta de iluminação no local, não se aperceberam que o caminho de terra batida por onde circulavam acabava junto ao molhe.
26 de Março de 2007 às 00:00
Os desportistas conseguiram sair do carro e nadar para terra firme.
Dois dos sinistrados – todos a estagiar no Complexo Desportivo de VRSA – abandonaram o local logo após o acidente enquanto os outros três – dois homens e uma mulher, com idades entre os 22 e os 32 anos – foram assistidos no Serviço de Atendimento Permanente (SAP) de VRSA, devido a hipotermia.
Ontem os atletas, que estão alojados no Iberotel, em Monte Gordo, preferiram manter alguma reserva sobre o caso mas um dos jovens, identificado por Victor Chistyakov, o condutor do automóvel, disse ao CM que o grupo tinha ido passear e como não conheciam a zona pensaram que a estrada continuava. “Quando nos apercebemos já tínhamos caído. Foi tudo muito rápido. Eu consegui sair pela janela”, revelou o atleta, garantindo que na altura não circulava a alta velocidade.
À semelhança do condutor todos os atletas conseguiram abandonar o veículo que terá “batido com a parte dianteira numa pedra do molhe, tendo depois capotado. O motor ficou bastante danificado”, disse ao CM fonte da Polícia Marítima.
As autoridades foram alertadas por um popular que passava no local do acidente. O carro, um Peugeot 206 de uma rent-a-car de Monte Gordo, foi ontem resgatado das águas. Durante a noite e depois de inspeccionarem o veículo para verificarem se havia mais ocupantes no interior, os Bombeiros Voluntários de VRSA amarraram o carro a terra e sinalizaram o obstáculo devido ao risco para a navegação. A operação de resgate foi concretizada pela PM e bombeiros, cerca das 08h00, com uma grua do Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos.
Há quatro anos, no mesmo local, uma mulher morreu devido a uma queda de um automóvel no rio Guadiana.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)