Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Atropelado após roubar ourives

Nada correu bem aos três romenos que ontem tentaram roubar a Ourivesaria Borges, na Amadora. Dois ficaram à porta e um entrou com uma faca. O dono resistiu, os que ficaram na rua fugiram e o outro acabou atropelado na fuga. Tentou escapar, mas as dores obrigaram-no a sentar-se, junto a um supermercado. Populares agarraram-no até à chegada da PSP.
15 de Julho de 2010 às 00:30
O ourives, de 73 anos, teve de ser assistido no hospital após o assalto e à tarde não abriu a ourivesaria
O ourives, de 73 anos, teve de ser assistido no hospital após o assalto e à tarde não abriu a ourivesaria FOTO: Mariline Alves

Na terça-feira, os três romenos já tinham entrado na ourivesaria, fazendo-se passar por clientes, mas queriam apenas estudar o espaço. Ontem, pelas 11h30, decidiram agir. Dois ficaram no exterior e um, com uma faca, entrou, mostrando-se interessado numa pulseira. No momento oportuno lançou a mão a dez pulseiras em ouro, avaliadas em 2800 euros, mas não esperava a reacção do proprietário, de 73 anos.

Estes envolveram-se fisicamente e, à porta da ourivesaria, o dono foi atirado contra um carro estacionado, sofrendo um hematoma na cabeça, pelo que teve de receber tratamento hospitalar.

Os dois cúmplices fugiram e o ladrão, de 39 anos, na fuga, foi atropelado a cerca de 100 metros da ourivesaria. Ainda com as pulseiras na mão, bem como a faca, andou mais uns metros, mas não conseguiu continuar a fuga. Foi detido por populares até à chegada de um agente da PSP.

O ladrão, sem antecedentes criminais, é hoje presente a tribunal.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)