Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Atropelado morre após receber alta

Família de José Rocha revoltada. Vítima foi atropelada por jovem sem carta.
Liliana Rodrigues e Fátima Vilaça 28 de Novembro de 2016 às 08:41
A carregar o vídeo ...
Atropelado morre após receber alta
Costelas partidas, a bacia esmagada e ferimentos graves no tórax, além de uma queimadura no rosto, foram algumas das lesões apuradas na autópsia realizada ao corpo de José Guimarães Rocha.

O homem, de 52 anos, morreu domingo, dia 20, três horas depois de ter tido alta do Centro Hospitalar do Alto Ave, em Guimarães, onde, segundo a família, nenhum exame complementar lhe foi sequer realizado.

O homem vivia em Guardizela e foi encontrado caído perto de casa, sábado à noite. Sabe-se agora que não sofreu uma queda acidental: foi atropelado por um carro conduzido por um jovem que não tem carta de condução e que, por medo, chamou socorro para a vítima, mas nunca assumiu ter colhido com violência a vítima. Os remorsos levaram-no à GNR de Lordelo, na terça-feira, onde assumiu o atropelamento.

Família quer avançar com queixa por negligência médica
Sem testemunhas do atropelamento, José Rocha foi encaminhado para a Urgência do Hospital de Guimarães como vítima de uma queda. "Disseram à minha sogra que ele só precisava de dormir e descansar. Estranhei, porque ele não se conseguia mexer, mas os médicos diziam que não tinha nada de grave", disse ao CM o genro da vítima. "Só estamos à espera do relatório oficial da autópsia para avançar com uma queixa por negligência médica. É inadmissível", rematou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)