Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Aumenta o próprio ordenado em 530 euros

Técnica de IPSS de Freamunde foi acusada de peculato.
Nelson Rodrigues 11 de Fevereiro de 2017 às 09:39
Técnica foi acusada pelo Ministério Público de Paredes
Técnica foi acusada pelo Ministério Público de Paredes FOTO: Roberto Bessa Moreira
Uma coordenadora técnica de uma Instituição Particular de Solidariedade Social de Freamunde, em Paços de Ferreira, foi acusada de dois crimes de peculato, um deles de uso na forma continuada.

Em causa o facto de a arguida ter utilizado um veículos da instituição para fazer o transporte dos filhos e ir às compras em estabelecimentos comerciais, assim como ter aumentado o próprio ordenado em 530 euros - recebia 1973 euros e passou a ganhar 2504 euros.

O aumento do salário foi feito sem que a mulher tivesse quaisquer poderes para tal. Aumentou o seu ordenado mas também o de duas funcionárias (de 629 euros para 768 e de 624 euros para 761). Estes valores foram processados de agosto de 2008 a outubro de 2011 e causaram à IPSS um prejuízo de quase 31 mil euros.

Além de se apoderar do dinheiro pertencente à instituição, a mulher, que administrava e decidia todos os aspetos relacionados com a gestão diária da instituição, utilizou o carro da mesma - mas neste caso com a conivência do presidente da IPSS, que também foi acusado de peculato de uso pelo Ministério Público de Paredes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)