Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Autarca envolvido no ataque a duas mulheres junto à praia do Baleal

Pedro Barata, de 29 anos, presidente da Junta de Freguesia de Ferrel, foi uma das cinco pessoas identificadas pela GNR.
Isabel Jordão e Miguel Curado 7 de Agosto de 2019 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Autarca envolvido no ataque a duas mulheres junto à praia do Baleal
O presidente da Junta de Freguesia de Ferrel (Peniche), Pedro Barata, de 29 anos, foi identificado pela GNR por ter estado envolvido numa zaragata que ocorreu no parque de estacionamento junto à praia do Baleal, na madrugada de domingo, 28 de julho.

Além do autarca, foram identificadas mais quatro pessoas, dois homens e duas mulheres, tendo uma delas já formalizado na GNR uma queixa-crime contra Pedro Barata por agressão.

Segundo apurou o CM, uma das versões aponta para que a zaragata tenha ocorrido entre dois grupos, envolvendo portugueses e estrangeiros. O autarca não fazia parte de nenhum grupo, mas acabou por se envolver para tentar serenar os ânimos e pôr fim ao confronto.

As duas mulheres envolvidas, de 24 e 27 anos, residentes na zona de Alcobaça, contaram ao Observador que estiveram no bar Danau a divertirem-se e por volta das 05h00 foram para o carro: "Tínhamos alguma comida, fomos comer para lá e fumar um cigarro." De acordo com o seu relato, pouco depois tinham "três ou quatro" pessoas à volta do carro. "Eles começaram a apoiar-se no carro e a abaná-lo. Começaram a vir mais pessoas. Eram oito a dez pessoas", garantiram. As duas mulheres acabaram por sair do carro e envolveram-se em confronto físico com os homens.

Alertada a GNR, os militares chegaram a tempo de identificarem cinco intervenientes. Não foram observados "ferimentos visíveis" em qualquer uma das pessoas, apurou o CM junto de uma fonte próxima da investigação, admitindo que tenham "algumas nódoas negras".

O grupo seguiu o seu destino e esta semana uma das mulheres formalizou queixa-crime por agressão contra o autarca e foi examinada no gabinete médico-legal de Torres Vedras. As agressões estão a ser investigadas pela GNR, que comunicou o caso ao Ministério Público.

Pedro Barata não esteve ontem disponível para falar com o CM, mas usou as redes sociais para se defender. Nega qualquer agressão e considera a acusação "mesquinha e vil por parte das ditas senhoras".

Concorreu "por amor a Ferrel"
O Executivo liderado por Pedro Barata foi eleito pelo PS, na lista com o slogan ‘Juntos por amor a Ferrel’. A lista à câmara municipal era encabeçada por Jorge Gonçalves. No mandato anterior, Pedro Barata já integrava o Executivo, mas com a função de secretário.

Desacatos levam GNR a reforçar patrulhamento
O relato de desacatos junto aos bares, por vezes após o seu encerramento, levou a GNR a reforçar o patrulhamento nessas zonas e a realizar ações de fiscalização, sobretudo para controlo do consumo de álcool e drogas junto dos condutores.

O parque de estacionamento onde ocorreram estes desacatos - situado junto de dois bares, o Danau e o Bar da Praia - é um dos locais onde é habitual a presença dos militares, em especial à noite e durante a madrugada.

Mulher do autarca sai em sua defesa
A zaragata foi esta terça-feira tema de conversa nas redes sociais e um dos comentários é de Diana Perluxo, que se identifica como mulher do autarca e surge em sua defesa.

"Para além de ser um marido maravilhoso, incapaz de tocar com um dedo que seja em mulheres, é um pai espetacular, uma pessoa preocupada com o bem-estar dos outros e que abdica muito da sua vida pessoal para fazer o bem. Enquanto mulher dele devo dizer que nunca conheci um homem tão romântico e atencioso como ele", escreve.

Gerentes dos bares recusam comentar
Os responsáveis dos dois bares situados junto do parque de estacionamento onde ocorreu a zaragata recusaram ontem prestar declarações ao CM. Receiam que as notícias sobre estes atos de violência afastem os clientes dos seus bares.

Praia frequentada por estrangeiros
As praias do concelho de Peniche são muito frequentadas por estrangeiros, sobretudo por praticantes de surf, dada a dimensão e diversidade da orla costeira. O Baleal é um dos locais preferidos, não só no verão, mas durante todo o ano.

Turista levou tareia e ficou inconsciente
Duas noites antes da zaragata envolvendo o autarca, um jovem turista estrangeiro, de 23 anos, foi levado com ferimentos graves ao Hospital de Peniche, depois de ter sido agredido no mesmo local.

Uma testemunha contou na altura ao CM que as agressões envolveram seguranças de um bar, que terão batido no jovem ao ponto de o deixarem inconsciente.

No local, uma mulher que se apresentou como estando ligada à empresa de segurança negou as agressões como foram descritas, mas não adiantou mais explicações sobre o que se passou. Não foi possível apurar se o jovem terá forçado a entrada no bar e terá sido impedido ou se provocou conflitos no interior e foi expulso. Ou, então, se terá havido uso excessivo de força pelos seguranças do bar.

Certo é que, pelas 02h00, foram acionados meios de socorro para o local e o jovem foi assistido por equipas do INEM e dos bombeiros, antes de ser transportado para o Hospital de Peniche, com um corte e vários hematomas. Mais tarde foi transferido para o hospital das Caldas da Rainha.

PORMENORES
Autarca nega agressão
O autarca usou esta terça-feira o seu perfil no Facebook para se defender. Diz-se "um defensor da resolução de conflitos pela via do diálogo" e repudia "qualquer ato de violência". Explica que foi a "tentativa de apaziguar e acalmar alguns ânimos mais exaltados" que "deu origem à acusação não verdadeira" de "violência sobre duas senhoras".

Zona muito frequentada
O parque de estacionamento onde ocorreu a zaragata fica junto à praia, é gratuito e muito frequentado. De dia, são as pessoas que vão passar as horas de sol no extenso areal da praia, de noite o movimento é de quem vai frequentar os bares e os restaurantes.

Falsos testemunhos
"Vale tudo para a enaltecer ou para destruir. Não existe melhor altura para inventar falsos testemunhos", dizia ontem um comentário num grupo relativo a Peniche, ressalvando: "Não sei o que se passou, a ser verdade e sem razão deve acarretar as consequências."

Sugerida videovigilância
Os desacatos no parque de estacionamento da ilha do Baleal, Peniche, dividem as opiniões de quem ontem teceu comentários nas redes sociais. Foi sugerida a instalação de câmaras de videovigilância no parque, pois ajudariam a "esclarecer esse tipo de situações".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)