Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Autarca de Santa Comba garante segurança

O presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, João Lourenço, revelou este sábado que não espera problemas com a manifestação nacionalista desta tarde, pelo que as medidas de segurança tomadas são suficientes.
28 de Abril de 2007 às 11:19
Em declarações à rádio TSF, o autarca garantiu que não são necessários mais de 40 militares da Guarda Nacional Republicana (GNR), pelo que o contingente local (23 militares) foi apenas reforçado com mais 20 elementos.
Segundo João Lourenço, a GNR vai isolar o local da concentração, o Largo da Câmara Municipal, de forma a impedir a circulação dos automóveis e a aproximação de possíveis manifestantes, evitando assim eventuais confrontos.
O autarca revelou ainda que foi reduzido o tempo de duração da manifestação, de duas horas para 40/50 minutos, e que são previstas apenas cerca de 50 pessoas. Razões que levam João Lourenço a acreditar que a concentração decorrerá sem problemas.
Esta manifestação foi organizada pelo Movimento Nacionalista Terra Identidade e Resistência (MNTIR) para o dia em que se comemora o 109.º aniversário do nascimento de Salazar, e tem como objectivo a defesa da criação de um museu com o nome do antigo presidente do Conselho.
Na sequência desta concentração, a União de Resistentes Antifascistas pediu várias audiências, mas, até ao momento, apenas o Procurador-Geral da República respondeu. Pinto Monteiro recebe a União na próxima sexta-feira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)