Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Autarcas pagam visitas de estudo

O executivo da Junta de Freguesia da Lousã e os elementos da Assembleia de Freguesia prescindiram de parte dos seus vencimentos em favor da realização das visitas de estudo das crianças da freguesia, que este ano não podem viajar nos autocarros da Câmara Municipal, por não cumprirem os novos requisitos da lei.
23 de Maio de 2007 às 00:00
Quando os elementos da Junta se aperceberam de que as visitas das 700 crianças dos jardins-de-infância e escolas de 1.º Ciclo da freguesia estavam em risco de não se realizar, decidiram, “por unanimidade”, oferecer o vencimento deste mês ao agrupamento de escolas. O seu exemplo foi seguido pelos eleitos da Assembleia de Freguesia, que prescindiram do valor equivalente às senhas de presença de todo o ano.
“A verba – 2500 euros – já foi disponibilizada ao agrupamento de escolas”, disse ontem ao CM Augusto Simões, secretário da Junta de Freguesia da Lousã. “Se faltar algum dinheiro tentaremos resolver o problema. O importante é que as crianças não fiquem privadas das visitas de estudo”, previstas desde o início do ano lectivo, disse.
A autarquia já sabia que tinha de adaptar a sua frota de seis autocarros aos requisitos da nova Lei do Transporte Colectivo de Crianças, mas julgava dispor de mais tempo para o fazer. “Estamos a tratar do assunto, mas a entrada em vigor no dia 18 de Maio da nova legislação deixou-nos sem tempo para agir”, disse o vereador da Educação, Jorge Alves.
Entre outras medidas, os autocarros são obrigados a ter vigilantes e cintos de segurança em todos os lugares. A cada criança corresponde um lugar sentado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)