Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Autocarro mata em passadeira

Todas as manhãs de domingo, Leonor Ferreira, de 79 anos, visitava a campa do marido no cemitério de Ponte de Sor. Ontem, foi ao local pela última vez. Quando atravessava uma passadeira no caminho de regresso para casa, foi atropelada por um autocarro e teve morte imediata.
12 de Julho de 2010 às 00:30
Acidente fatal ocorreu em cima de uma passadeira da avenida da Liberdade.  Violência do embate do pesado na vítima partiu pára-brisas e farol
Acidente fatal ocorreu em cima de uma passadeira da avenida da Liberdade. Violência do embate do pesado na vítima partiu pára-brisas e farol FOTO: Alexandre M. Silva

As causas do acidente, ocorrido às 09h45, estão ainda por explicar. O motorista, com cerca de 30 anos, ficou em estado de choque.

O autocarro da Rodoviária, que fazia o serviço expresso de Castelo de Vide para Lisboa, tinha acabado de desfazer uma rotunda da avenida da Liberdade. Na altura do embate, segundo testemunhas, seguia a baixa velocidade.

"Não há marcas de travagens bruscas junto à passadeira, situada a uns 100 metros da rotunda. A vítima estava a chegar ao separador central das faixas de rodagem ", frisou ao CM Joaquim São Facundo, comandante dos bombeiros locais, corporação que prestou apoio à vitima com oito elementos.

O embate no pára-brisas e no farol do lado do condutor do autocarro projectou a vítima cerca de oito metros. "O óbito foi confirmado no local pelo delegado de saúde. O corpo foi transportado para o Hospital de Abrantes para ser autopsiado", disse o major Belchior, da GNR de Portalegre. Cerca de 20 passageiros que seguiam no expresso foram levados ao destino noutro autocarro.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)