Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Avaliação em falta deixa dois mil sem aumentos na PSP

Polícias só poderiam ter aumentos se tivessem avaliações positivas no período compreendido entre 2011 e 2017.
Miguel Curado 9 de Junho de 2018 às 01:30
PSP
PSP
Polícia de Segurança Pública
PSP
PSP
Polícia de Segurança Pública
PSP
PSP
Polícia de Segurança Pública
Dois mil agentes e chefes da PSP não vão ter quaisquer aumentos no salário deste mês (que será pago no dia 21), ao contrário do que lhes foi prometido, porque os avaliadores não os avaliaram em tempo útil.

Fonte oficial da PSP confirmou ao CM esta situação, e garantiu que a mesma será resolvida gradualmente, e com retroativos pagos a janeiro de 2018. O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, só anunciou o desbloqueio dos escalões salariais de 15 mil polícias, em maio passado, depois de ter recebido um parecer da Direção-Geral de Administração e Emprego Público.

O mesmo documento definiu que os polícias só poderiam ter aumentos se tivessem avaliações positivas no período compreendido entre 2011 e 2017. Os 2 mil agentes e chefes que não vão ter aumentos em junho, têm em falta algumas destas avaliações.

"São situações em que os avaliadores não entregaram as avaliações ou se reformaram, outras em que os agentes estiveram de baixa", disse fonte da PSP. As atualizações salariais, garante a fonte, "começarão a ser repostas a partir de julho".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)