Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Avião da Força Aérea detetou 13 fogos entre sexta-feira e sábado

Detetores térmicos do avião C-295M permitiram avisar meios no terreno.
J.C.M. 30 de Outubro de 2017 às 17:18
Queimada em Espinho
Queimada em Bragança
Queimada em Bragança
Reacendimento na Marinha Grande
Fogo em aviário de Miranda do Corvo
Fogo em aviário de Miranda do Corvo
Reacendimentos em Pedrógão Grande
Queimada em Espinho
Queimada em Bragança
Queimada em Bragança
Reacendimento na Marinha Grande
Fogo em aviário de Miranda do Corvo
Fogo em aviário de Miranda do Corvo
Reacendimentos em Pedrógão Grande
Queimada em Espinho
Queimada em Bragança
Queimada em Bragança
Reacendimento na Marinha Grande
Fogo em aviário de Miranda do Corvo
Fogo em aviário de Miranda do Corvo
Reacendimentos em Pedrógão Grande

A Força Aérea Portuguesa detetou 13 focos de incêndio nas últimas sexta-feia e sábado. O avião C-295M, que dispõe de sensores térmicos, operada pela Esquadra 502 – 'Elefantes', realizou cerca de 11h30 de voo, em missões diurnas e noturnas, com o empenhamento de diversas tripulações", avança a Força aérea em comunicado.

Avião da Força Aérea deteta incêndios


A deteção dos fogos serviu para "orientar os meios no terreno durante o combate aos incêndios no território nacional", permitindo ativar os operacionais da Proteção Civil e bombeiros.


Os  sinais de incêndio foram detetados nas zonas de Bragança, Miranda do Corvo, Marinha Grande, Pedrógão Grande e outros locais.

"Após a deteção e monitorização dos focos de incêndio, as informações recolhidas pelas tripulações da Força Aérea eram processadas pelo centro de Comando e Controlo do Comando Aéreo e, de imediato, difundidas para o Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS). Posteriormente, o CNOS disseminava essas informações pelos seus órgãos ou centros de coordenação locais, de forma a poder efetuar o combate com eficácia"

A Força Aérea tem participado em ações de prevenção e reabilitação de áreas ardidas, através do patrulhamento terrestre e transporte de forragens para animais das zonas afetadas.

avião força aérea fogos sensores térmicos incêndios c-295 deteção
Ver comentários