Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Avó de menina raptada passa o Natal em casa

Medida de coação de prisão preventiva de Maria Dolores foi alterada.
24 de Dezembro de 2014 às 15:12
Maria Dolores é suspeita de co-autoria do rapto da neta, agora com 9 anos de idade
Maria Dolores é suspeita de co-autoria do rapto da neta, agora com 9 anos de idade FOTO: CMTV

A avó de Alice, menina  de nove anos que esteve raptada durante dois anos na Bélgica, fica em prisão domiciliária até ao julgamento, anunciou esta quarta-feira o seu advogado.

Maria Dolores, de 64 anos, estava em prisão preventiva por suspeitas de co-autoria do rapto da menor. A mulher vai agora permanecer em casa, com pulseira eletrónica, até ao julgamento. Maria Dolores está igualmente probida de falar com a neta, com a própria família e com a comunicação social. 

A avó da menina foi detida no final de setembro deste ano em Aveiro, numa operação da diretoria do Sul da Polícia Judiciária, que já estava a aguardar a sua entrada em solo nacional para a deter. No início de setembro tinha sido detido o pai de Alice, que na altura se recusou a revelar o paradeiro da menina, embora as autoridades tenham conseguido localizá-la na Bélgica, onde se encontrava com a avó paterna.

Advogado também representa o pai de Alice

A avó de Alice esteve três meses em prisão preventiva, mas foi esta quarta-feira para casa com pulseira eletrónica, disse o advogado Ricardo Serrano Vieira, que também representa o pai da menina. Apesar de a avó paterna ter visto a medida de coação atenuada, o pai da menina mantém-se em prisão preventiva.


Além da alteração da medida de coação, as autoridades judiciais decretaram a proibição de contacto da arguida com a neta e os seus familiares e ainda a proibição de contacto com jornalistas, acrescentou Ricardo Serrano Vieira.

Alice estava desaparecida desde julho de 2012, depois de ter sido sequestrada pelo pai, depois das férias escolares, altura em que deveria ter sido entregue à mãe. Nessa ocasião, o tribunal determinara a entrega da criança à guarda da mãe, motivo que terá alegadamente levado o pai, agente da Polícia Marítima, a sequestrar a menina, na altura com sete anos.

avó Alice menina raptada Maria Dolores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)