Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Avós autorizados a visitar Martim

Martim Leonardo, o menino de dois anos que diariamente recebe a visita dos pais, uma vez suspenso o processo de adopção pelo Tribunal de Cascais, tem gradualmente revelado "um fortalecimento nos laços com a mãe, Ana Rita Leonardo, e o pai, Paulo Matos", revelou a advogada de ambos, Isilda Pegado.

16 de Agosto de 2009 às 00:30
A mãe de Ana Rita Leonardo (à esq. da jovem mãe) já pode visitar o neto, Martim
A mãe de Ana Rita Leonardo (à esq. da jovem mãe) já pode visitar o neto, Martim FOTO: Luís Costa

Numa avaliação favorável do bem-estar da criança, em resultado da sua relação com os progenitores, o Tribunal de Cascais autorizou agora a realização de visitas dos avós paternos e avós maternos.

A integração na família é reforçada pelo acompanhamento que os técnicos da instituição que acolhe a criança, no concelho de Cascais, "estabeleceram na relação dos progenitores com o menino", acrescentou Isilda Pegado.

Nascido a 30 de Dezembro de 2006, Martim Leonardo nunca viveu com a mãe, Ana Rita. Após o parto, então com 13 anos, a adolescente visitava diariamente o filho na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, mas perante a precariedade económica da família, viria a ficar sem a criança.

Martim foi levado para o Refúgio Aboim Ascensão, em Faro, em Fevereiro de 2007, a pedido da Segurança Social de Cascais e do Tribunal de Família e Menores de Cascais.

Suspenso o processo de adopção, a mãe visita agora o menino todos os dias às 08h00, hora a que Martim acorda, até depois de almoço. Os avós podem visitar a criança dentro do mesmo horário. 

ANA RITA EMOCIONADA POR OUVIR "MÃE"

Ana Rita Leonardo, a adolescente de 16 anos que chegou a fazer greve de fome como forma de luta para poder ver o filho, contou ter ficado emocionada quando Martim lhe chamou mãe pela primeira vez. "Já me chamou mãe, esse foi um dia único muito importante na minha vida. Entre brincadeirinhas comigo, o meu menino chamou-me mãe", contou Ana Rita .

A adolescente confessa ter uma grande alegria por a relação com o filho estar cada vez mais intensa. Ana Rita, que se deslocou ao Santuário de Fátima para Nossa Senhora interceder na aproximação ao filho, tem fé que a decisão final do tribunal seja no sentido de Martim regressar ao seio da família, para que possa prosseguir a educação do menino. 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)