Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Azahar, primeira colona de Silves

Chama-se Azahar e amanhã chega ao Centro Nacional de Reprodução em Cativeiro do Lince Ibérico (CNRCLI), em Silves. Azahar, que vem de Espanha, é a primeira ‘colona’ com a missão de reintroduzir a espécie em Portugal.
25 de Outubro de 2009 às 00:30
A lince fêmea deve chegar ao CNRCLI em Silves, no Algarve, amanhã a meio da tarde
A lince fêmea deve chegar ao CNRCLI em Silves, no Algarve, amanhã a meio da tarde FOTO: D.R.

Nascida em 2004, a lince fêmea, criada no zoo botânico de Jerez de La Frontera, tem a chegada prevista para as 16h00, ao abrigo de um protocolo celebrado com Espanha. E logo na quarta-feira devem chegar mais quatro animais, provenientes do Centro de La Olivilla, em Jaen.

Outros se seguirão, ao abrigo do mesmo acordo, até se atingir os 16 linces no CNRCLI. Esta será a colónia inaugural, que, se tudo correr bem, reintroduzirá o Lince Ibérico no País.

O CNRCLI, inaugurado em Maio na Herdade das Santinhas, pretende, ao fim de alguns anos, colocar os linces em meio selvagem para que repovoem o território. Apesar de alguns sinais, como um excremento encontrado em 2001, no Vale do Guadiana, acredita-se que a espécie esteja extinta em Portugal desde a década de 80.

Com um comprimento que varia entre os 80 e os 100 cm, altura de 44 a 55 cm e 9,5 (fêmeas) a 13 kg (machos), os linces são os felinos em maior risco de extinção no Mundo, de acordo com o ‘Global Cat Species Vulnerability Ranking’. Caçador carnívoro, existirão cerca de 150 exemplares em liberdade.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)