Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Bairrismo saiu à rua

É como se de um desporto se tratasse. Cada um tem a sua freguesia, portanto cada um apoia o ‘clube’ respectivo. Foi com este espírito bairrista que muitos saíram ontem à rua para assistir às Rusgas de São João, que tiveram lugar na Baixa do Porto.
27 de Junho de 2010 às 00:30
Danças e coreografias especiais das Rusgas de São João levaram muita gente às ruas da Baixa do Porto
Danças e coreografias especiais das Rusgas de São João levaram muita gente às ruas da Baixa do Porto FOTO: Diogo Pinto

A tradição voltou a completar--se e juntou milhares de pessoas que acompanharam a descida desde a praça da Batalha até à avenida dos Aliados. Já passava das 22h00 quando a festa começou. "Junta--te à nossa rusga / Não há rusga como esta / Canta e dança sem parar / S. Nicolau está em festa", cantava a freguesia de São Nicolau, que homenageou a mítica praça do Cubo, na Ribeira, para gáudio de quem mora mesmo ao lado de onde o júri avaliava as 12 participantes, nos Aliados.

A noite continua, e Massarelos toma conta das operações. Com um grande número de adeptos, a freguesia recebe muitos aplausos. "Estou aqui a apoiar Massarelos porque uma amiga faz parte da Rusga", conta Adelina Oliveira, de 55 anos, que assiste pela primeira vez ao espectáculo.

Mas nem tudo são rosas. Para os mais antigos, a tradição está a perder-se e este foi mais um ano que veio sublinhar essa ideia. "É verdade que agora, com a crise, também há pouco dinheiro para gastar. Mas estão a ficar cada vez piores", confessa Lucília Augusta, de 77 anos, residente em Matosinhos, que assiste todos os anos às Rusgas, um evento que, apesar dos remoques feitos, continua a motivar sorrisos na sua face.

Ao fecho desta edição não era conhecida a rusga vencedora.

PORMENORES

ALGARVIOS GOSTAM

Luís e Fausta Oliveira, casal de algarvios, foram apanhados de surpresa pela festa. "Estamos a adorar e vamos ficar até ao fim", disse Luís.

COMBOIOS E JÚLIO DINIS

Campanhã lembrou a estação de comboios e Massarelos aludiu à Maternidade Júlio Dinis.

SÍMBOLOS DE S. JOÃO

As rusgas exibiam martelos e alhos-porros. No público, eram poucos os símbolos do S. João.

MUNDIAL ATRASA FESTA E PROVOCA INDIGNAÇÃO

As Rusgas de São João tiveram ontem um grande inimigo: o Mundial de futebol da África do Sul. Os jogos são transmitidos em ecrã gigante nos Aliados e o encontro da noite de ontem só terminou após as 22h00, não permitindo, segundo a PSP, o início da tradição portuense.

Previsto para as 21h00, o desfile começou mais de uma hora depois, o que levou a críticas não só de membros de colectividades, mas também de quem esperava para assistir ao evento. "Isto não deveria começar tão tarde, já não vou conseguir ver tudo. E depois é perigoso ir embora", apontou Irene Santos, de 66 anos, apoiante da rusga da Sé.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)