Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Banco assaltado à mão armada

"Encerrado por motivos de força maior." Os muitos clientes que ontem de manhã se dirigiram ao Banco Português de Negócios (BPN) em Lagos depararam-se com este aviso colado na porta fechada. A dependência foi assaltada à mão armada, por um único indivíduo, que fugiu a pé com mais de três mil euros roubados.
13 de Abril de 2011 às 00:30
Dependência do BPN foi assaltada às 08h45 e esteve fechada durante toda a manhã, para perícias pela PJ
Dependência do BPN foi assaltada às 08h45 e esteve fechada durante toda a manhã, para perícias pela PJ FOTO: ANA PALMA

Desde Novembro de 2009 que um banco não era assaltado à mão armada no barlavento algarvio. Ontem de manhã, às 08h45, um homem entrou na dependência do BPN de Lagos, na rua Francisco Xavier Ataíde Oliveira, dirigiu-se ao balcão e apoiou o cotovelo com uma arma apontada ao funcionário. Exigiu o dinheiro em caixa, expressando-se em português correcto e o funcionário entregou-lhe mais de três mil euros. O assaltante saiu do banco e subiu a rua a pé. Desconhece-se se tinha alguma viatura estacionada nas redondezas, uma zona de fácil acesso rodoviário à A22 (Via do Infante).

O roubo não demorou mais de dois minutos. No exterior ninguém deu por nada, nem num café aberto próximo do local.

O sistema de videovigilância do banco registou o crime. O assaltante, um homem alto e magro, de cabelo curto e barba por fazer, tentou ocultar as feições com óculos escuros e um chapéu verde de pala. Agiu de forma calma e usou uma pistola prateada e grande.

Elementos da PSP chegaram ao local pelas 09h00 e fizeram buscas na zona, sem resultado. Inspectores da Polícia Judiciária chegaram depois e recolheram vestígios e testemunhos. A investigação está a cargo da secção regional de combate ao banditismo da Directoria do Sul da PJ, em Faro.

assalto bpn lagos
Ver comentários