Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Banco não tem seguro de cofres furtados

A agência bancária do Crédito Agrícola de Penafiel não tem seguros das dezenas de cofres individuais que foram furtados na madrugada de domingo, disse à Lusa fonte policial.
20 de Novembro de 2012 às 16:03
Furto ocorreu na madruga de domingo, mas só foi detectado durante o dia
Furto ocorreu na madruga de domingo, mas só foi detectado durante o dia FOTO: Pedro Catarino

Segundo a autoridade, a ausência do seguro, que será habitual nestes casos, resulta do carácter sigiloso do conteúdo deste tipo de cofres. A fonte sublinha que nem o banco é conhecedor dos objectos guardados naqueles espaços. Contactada pela Lusa, a direcção do banco não quis prestar esclarecimentos sobre o caso.

A GNR revela que alguns donos dos cofres já começaram a apresentar o inventário dos valores que terão sido furtados, sendo possível concluir por um "prejuízo muito elevado".

Joalharia em ouro e prata, relógios, barras de ouro e dinheiro em notas constam dos inventários que já foram apresentados pelos queixosos, a maioria residente na região do Vale do Sousa.

A autoridade policial também já iniciou o processo de catalogação dos objectos valiosos que os assaltantes terão deixado cair, alegadamente quando estariam a abandonar o local.

Do relatório constam também, segundo a fonte, peças em ouro, jóias, relógios e dinheiro, num valor considerado "muito elevado" pela força policial.

A investigação ao furto está a ser conduzida pelos militares do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) do Destacamento de Penafiel da GNR.


As conclusões preliminares apontam, de acordo com a fonte, para indícios de que o furto tenha sido praticado por "elementos muito experientes" neste tipo de actividades criminosas, conhecedores do local e precedido de um "planeamento minucioso".

O furto ocorreu cerca das 03h00 da madrugada de domingo, quando foi accionado o alarme da dependência bancária. Contudo, a ocorrência só foi descoberta por responsáveis do banco cerca das 12h00 de domingo.

Fonte da GNR disse à Lusa que um número indeterminado de pessoas terá entrado primeiro nas instalações da Cooperativa Agrícola, no mesmo edifício do banco, fez um buraco na parede que separa os dois estabelecimentos e entrou da dependência de crédito.

Os autores do furto conseguiram arrombar dezenas de cofres individuais usados por clientes para guardar bens valiosos.

Uma patrulha da GNR de Penafiel tinha-se deslocado ao local quando foi accionado o alarme, mas os militares nada observaram que indiciasse uma tentativa de assalto.

Os autores do furto, segundo a autoridade policial, também levaram os discos rígidos dos sistemas de videovigilância do banco e da Cooperativa Agrícola de Penafiel.

caixa de crédito cofres objectos seguro GNR penafiel furto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)