Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Bandeiras pretas e emigrantes lesados do BES esperam António Costa em Braga

"Fomos burlados. Primeiro pelo antigo Banco Espírito Santo e depois pelo Governo", explica um dos representantes do grupo.
Lusa 6 de Julho de 2019 às 14:32
António Costa
António Costa
António Costa no debate quinzenal
António Costa
António Costa
António Costa no debate quinzenal
António Costa
António Costa
António Costa no debate quinzenal
Bandeiras pretas, cartazes em várias línguas e um grupo de cerca de 30 antigos e atuais emigrantes lesados do BES, que acusam o Novo Banco e o Governo de "burla à descarada", esperam este sábado António Costa, em Braga.

O secretário-geral do PS, e também primeiro-ministro, vai estar naquela cidade para a última sessão organizada pelo Partido Socialista (PS) no âmbito da preparação do programa do partido para as eleições legislativas deste ano.

"Fomos burlados. Primeiro pelo antigo Banco Espírito Santo (BES) e depois pelo Governo. Foi-nos dito que havia uma provisão para cobrir a burla do BES, mas depois esse dinheiro desapareceu e foi desviado para pagar a dívida do BES a outros banco", explicou à Lusa um dos representantes do grupo, António Cruz.

Estão à sombra, vão almoçando e distribuindo o que "cada um trouxe".

"Alguns de nós sobrevivem com a ajuda dos outros. Ficaram sem nada. Confiaram nos gerentes dos bancos, alguns nem sequer sabiam ou sabem ler. Fomos todos enganados", explica outra manifestante.

Prometem continuar os protestos: "Já fizemos mais de 100 manifestações. Nós e os lesados que viviam em Portugal. Depois uns aceitaram o acordo proposto e receberam algum, muitos de nós não receberam nada", explicou o porta-voz.

A António Costa querem "pedir contas, porque se diziam e há papeis que dizem que havia dinheiro para pagar aos lesados, quer residentes, quer imigrantes, porque é que isso ainda não foi feito".

"Até porque ele [António Costa] prometeu que o faria se fosse eleito", acrescentou.

Segundo afirmam, foram alvo de "um engodo de papéis, leis e ladrões porque o dinheiro não se esfumou, em algum lado ele está".

A convenção, marcada para as 15:00, será dedicada à temática "Sociedade Digital".

Sob o lema Porque#TodosDecidem, foram organizadas, entre 15 de junho e hoje, quatro convenções temáticas centradas em quatro desafios nacionais (desigualdades, alterações climáticas, demografia e sociedade digital), que culminam numa convenção nacional, a realizar no dia 20 de julho, em Lisboa, com a apresentação do programa eleitoral.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)