Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Bando entra em café e rouba caixa registadora

António Pereira, de 53 anos, tinha acabado de abrir as portas do café ‘Varanda’, em Massamá, arredores de Sintra, quando o bando entrou. Três dos ladrões imobilizaram-no, enquanto os outros deitavam mão ao uísque, tabaco, raspadinhas e caixa registadora.
3 de Fevereiro de 2005 às 00:00
Há 20 anos, quando abriu o café, “era tudo calmo, não havia tantos assaltos”, disse António Pereira ao Correio da Manhã. Agora, já não é assim. Assaltaram-lhe o café por três vezes, com as portas fechadas. Com ele ao balcão, foi a primeira vez.
Eram 06h15. António tinha acabado de receber os bolos e os jornais para os clientes mais madrugadores. Estava a arrumá-los na vitrina quando entrou o primeiro assaltante. O proprietário do café pensou que era um cliente. Enganou-se.
“Apareceu um jovem que me pediu para lhe dar um bolo”, recordou António Pereira escassas horas após o assalto. “Isto está mau para dar”, respondeu ele.
De imediato surgiram mais dois, que o agarraram pelo maxilar e o lançaram ao chão. A vítima ainda tentou resistir, “mas apareceram mais três”, disse.
“Comecei a gritar e eles queriam fechar-me na casa de banho para os vizinhos não ouvirem”, recorda ao CM. António resistiu quanto pôde. Os vizinhos ouviram os gritos, mas ninguém apareceu.
Enquanto uns o agarravam, os outros três sabiam bem as suas funções: um arrancou a máquina registadora, com 200 euros, e pegou em três rolos de raspadinhas, no valor de 250 euros; os outros entraram na despensa e ‘limparam’ vários volumes de tabaco, garrafas de uísque e uma caixa cheia de moedas.
O assalto não terá durado mais do que cinco minutos. O grupo meteu-se num Honda Civic vermelho, roubado em Mem Martins, Sintra. António Pereira ainda registou a matrícula do carro. Horas depois a PSP localizou-o, abandonado, no Bairro Estrela de África, Amadora.
PORMENORES
JOGOS
Os assaltantes levaram duas centenas de raspadinhas de 1 euro e 100 raspadinhas de 0,50 cêntimos. Ainda pegaram nos talões da lotaria dos clientes, mas deixaram-nos no chão já que nada valem sem duplicado.
FERIMENTOS
O proprietário do café sofreu escoriações, resultantes da forma como os assaltantes o agarraram pelo maxilar para o imobilizar. Foi assistido no Hospital Amadora-Sintra. Horas depois, queixava de dores nas costas.
AUTOMÓVEL
António Pereira conseguiu registar a matrícula da viatura roubada. A PSP comunicou de imediato e um agente que se dirigia ao serviço e que seguia no IC 19 ainda a detectou. Foi localizada na Amadora.
Ver comentários