Bando pára comboio durante 20 minutos

Um comboio forçado a parar por um bando de jovens, que ontem à tarde accionou o alarme junto à estação da Cruz Quebrada, Oeiras, foi o último episódio de desordem nas linhas suburbanas da Grande Lisboa. Mais de dez jovens provocaram distúrbios numa composição, obrigando à imobilização do comboio durante 20 minutos. Quatro acabaram identificados pela PSP.
30.06.10
Bando pára comboio durante 20 minutos
A estação da Cruz Quebrada, em Oeiras, foi o mais recente palco de desordens provocadas por jovens Foto Pedro Rocha

O caso ocorreu apenas um dia depois de os três jovens detidos no sábado por terem participado em desacatos e roubos dentro de um comboio da Linha de Cascais saírem em liberdade – com apresentações periódicas à PSP – após serem ouvidos por um juiz.

Ainda na segunda-feira um jovem foi roubado na estação de Queluz-Belas, Sintra, sob ameaça de arma de fogo, tendo o ladrão sido detido ainda na posse de uma pistola 6,35 mm pronta a disparar. Na zona de Queluz, dois homens cercavam as vítimas, apontavam-lhes a arma ao peito e obrigavam-nas a entregar as carteiras e os telemóveis. Uma apresentou de imediato queixa na PSP, o que levou à detenção de um dos ladrões, de 19 anos, na posse da arma. O cúmplice conseguiu fugir.

Já ontem, no comboio que tinha deixado o terminal do Cais do Sodré, em Lisboa, às 15h30, em direcção a Cascais, um grupo de jovens lançou a confusão junto à estação da Cruz Quebrada, Oeiras. "Mais de 10 jovens accionaram o alarme e as portas abriram-se, pelo que o comboio não podia seguir viagem, ficando imobilizado durante 20 minutos. Tudo isto não passou de uma brincadeira de mau gosto, mas não houve assaltos ou agressões a passageiros", disse Ana Portela, directora de Comunicação da CP. O CM sabe que quatro elementos foram identificados.

Também ontem, o director nacional da PSP, Oliveira Pereira, reconheceu ser "preocupante" o sucedido no sábado na Linha de Cascais, o que levou a um "reforço mínimo" de agentes naquela linha.

PORMENORES

VIDEOVIGILÂNCIA

A PSP observou as imagens de vigilância do comboio onde se instalou a confusão no sábado, mas não são esclarecedoras.

MILITAR ESFAQUEADO

Na sexta-feira, um militar foi roubado e esfaqueado na estação de Queluz-Belas. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!