Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

BANHEIROS TODO O ANO

Coruche, no interior do Ribatejo, pode vir a ser um marco na história da profissionalização dos nadadores-salvadores. Para já, é lá que está a sede da única associação que emprega nadadores-salvadores profissionais.
18 de Maio de 2003 às 00:54
A profissionalização dos nadadores-salvadores é uma questão antiga em Portugal
A profissionalização dos nadadores-salvadores é uma questão antiga em Portugal FOTO: Arquivo CM
“Neste momento, temos três pessoas a trabalhar a tempo inteiro em piscinas”, diz ao CM Alexandre Tadeia, presidente da Búzios, a associação de Coruche, e uma das figuras de proa no caminho para o profissionalismo.
A menos de duas semanas do início da época balnear, o responsável pela associação Búzios é cauteloso. “Esperamos que seja possível concretizar esse projecto”, desabafa. No entanto, e como o próprio explica, será necessário, por exemplo, alterar uma Lei de 1959 que obriga a que as praias sejam vigiadas apenas durante os quatro meses que dura o tempo de Verão.
Uma solução possível, esclarece Alexandre Tadeia, poderia passar pela criação de uma “pré-época balnear”, que alargasse a vigilância numa altura em que, diz, “já há muita gente na praia”. “Seria um período compreendido entre a Páscoa e que duraria até Outubro”, explica ao CM.
O tenente Nuno Leitão, responsável do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), recorda que a questão da via profissional para os nadadores-salvadores não é recente. “Não é novo, nem fácil de resolver”, diz. “Com a actual legislação, que obriga os concessionários a pagar o nadador--salvador, não me parece que seja viável”, diz ao CM o responsável do ISN. “Como vão estar eles a pagar um serviço quando depois não existe retorno? Veja-se os meses de Janeiro e Fevereiro.”
Na zona de Cascais, várias entidades ligadas ao turismo organizaram-se e este ano chegaram a uma solução para as despesas, que permite que um nadador-salvador esteja na praia desde 1 de Maio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)