Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Batatas más da frita

Sete em 20 marcas de batata frita de pacote analisadas pela revista ‘Proteste’, da Deco – Associação de Defesa do Consumidor – revelaram conter um elevado teor de acrilamida, substância potencialmente cancerígena. Uma das marcas contactadas pelo CM, produzida pelo Modelo Continente, suspendeu de imediato a sua comercialização, enquanto outras aguardam por normas da Comissão Europeia.
28 de Dezembro de 2004 às 00:00
As marcas que mereceram da Deco nota medíocre, por conterem teores de acrilamida entre os 510 e os 960 miligramas por quilo, foram: ‘Avó Matilde Rodelas’, ‘Continente Lisas’, ‘Feira Nova Receita Original’, ‘Sol do Coração Clássicas’, ‘Pringles Original’, ‘Pála-Pála receita Caseira’ e ‘Beach Crips Batatinhas da Praia’.
Quanto aos restaurantes que servem batatas fritas, foram analisados 20 e a situação revelou-se menos preocupante. Apenas dois mereceram nota negativa: Casa dos Frangos de Moscavide, no C.C. Colombo (Lisboa) e o Burger Ranch, no C.C. Carrefour (Loures).
Confrontada com o resultado do estudo da Deco, Rosário Pinho, do Gabinete de Comunicação do Modelo Continente, declarou que “até ao completo esclarecimento da questão, como medida preventiva, a empresa suspendeu de imediato a comercialização destes produtos da marca Continente e Modelo, embora considere que não está em perigo a segurança alimentar”.
A marca de batatas fritas do Feira Nova já não se encontra à venda ao público desde o Verão. Sandra Silva, do Gabinete de Relações Públicas, afirma que a sua retirada das prateleiras se deveu à substituição pelas de marca Pingo Doce.
“Os níveis de acrilamida nos alimentos não são um assunto pacífico porque a Comissão Europeia diz que devem ser reduzidos, mas ainda não traçou um teor máximo. Estudos europeus apontam que 570 miligramas são valores médios e por isso não vamos retirar as outras marcas das nossas prateleiras.” Mas a empresa já pediu explicações à Deco.
O CM tentou um esclarecimento dos dois restaurantes com nota medíocre mas tal não foi possível.
PRODUTO SINTÉTICO NA COMIDA
A acrilamida é um composto sintético utilizado para produzir poliacrilamida, usada na depuração de água potável, no tratamento de águas residuais (esgotos), como vedante na construção e reparação de diques, túneis e esgotos, em produtos cosméticos e de higiene pessoal, encontrando-se também presente no fumo do tabaco.
Apesar de serem ainda necessários mais estudos sobre os eventuais efeitos a longo prazo, a acrilamida “foi classificada, em 1994, pelo Centro Internacional de Pesquisa sobre o Cancro, como potencialmente cancerígena”, afirma a Deco, recomendando a moderação do consumo de batatas fritas, já que a substância vai-se acumulando no organismo.
Perante este cenário, o CM contactou a Direcção-Geral de Fiscalização e Controlo da Qualidade Alimentar para saber que medidas vão ser tomadas. A inspectora Cristina Vítor declarou que “estudos feitos pela entidade às batatas fritas não revelaram teores elevados de acrilamida, pelo que vão ser analisados os métodos e o resultado da investigação da Deco”.
"DEVE-SE REDUZIR O CONSUMO" (José Camolas, Nutricionista)
Correio da Manhã – A acrilamida é uma substância realmente perigosa para a saúde?
José Camolas – Há estudos que referem que a acrilamida pode ter efeitos vários na pessoa, por exemplo risco de cancro.
Então por que há empresas a produzir alimentos com altos teores da substância?
– Essa é a grande questão. Quando não há normas, os produtores fazem o querem. Ou seja, enquanto não forem definidos os valores máximos não há nada que os proíba de produzir e comercializar estes produtos.
Mas há estudos feitos sobre a substância?
– Sim, há estudos de toxicidade a dizer que os valores altos aproximam-se de 1500 miligramas por quilo e os valores médios são 499. Quanto mais elevado este valor, maior o risco de doença.
Por que não se sensibilizam os produtores de alimentos?
– Não existe consenso entre a comunidade científica e o poder económico, que por norma deve analisar os produtos alimentares. Mas isso implica investimento em técnicas, o que comporta custos.
Que recomendações faz?
– Reduzir o consumo, porque mais de 50 por cento dos portugueses têm excesso de peso.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)