Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Bate na mulher e ameaça GNR

Pouco passava da meia-noite de anteontem quando se começaram a ouvir os gritos e o ruído de mobiliário e louça a serem estilhaçados. Numa casa em Aljezur, vivia-se mais uma cena de violência doméstica. O agressor, um homem de 29 anos de idade, estrangeiro, foi detido pela GNR.
29 de Abril de 2010 às 00:30
Agressor foi presente ao Tribunal de Portimão após ter passado o resto da noite nos calabouços da GNR
Agressor foi presente ao Tribunal de Portimão após ter passado o resto da noite nos calabouços da GNR FOTO: Simulação

Segundo o CM apurou junto de fonte do Comando da Guarda na região, o alerta foi dado pelos vizinhos, que se aperceberam da situação. Quando os militares chegaram à habitação em causa, depararam-se com um cenário de ‘batalha campal’. Havia cacos espalhados por todo o lado, a casa estava em desalinho e a mulher apresentava sinais evidentes de ter sido agredida pelo companheiro. Este aparentava estar alcoolizado. Apesar disso, a vítima ainda o tentou desculpabilizar, dizendo que "normalmente ele não é assim".

O homem reagiu com violência à presença da GNR. Começou por injuriar os dois militares da patrulha e, em seguida, tentou agredi-los. Foi, contudo, rapidamente dominado e detido, tendo passado o resto da noite nos calabouços do Destacamento de Portimão da GNR. Presente ao Tribunal durante o dia de ontem, saiu em liberdade, mediante Termo de Identidade e Residência. O caso passou a inquérito.

Segundo dados da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), na região algarvia registaram-se 641 casos de violência doméstica em 2009, o que corresponde a 9,6% do total nacional (6682). O maior número de casos ocorreu em casa, entre marido e mulher. Fonte da APAV diz que há "cada vez mais vítimas a procurar ajuda e a quebrar o silêncio".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)