Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Bebé de 18 meses morre afogado

Um bebé de dezoito meses apareceu ontem afogado num tanque de água na berma do qual estaria a brincar na companhia da mãe, em Carrazedo de Montenegro, Valpaços. Na regulação do poder paternal, o Tribunal já tinha decretado a entrega do menino ao pai.
31 de Maio de 2005 às 02:14
s  José Marracho acusa ex-companheira pela morte do filho
s José Marracho acusa ex-companheira pela morte do filho FOTO: Luís C. Ribeiro
José Joaquim Marracho acusa a ex-companheira e as autoridades pelo que aconteceu. “Eu assinei no tribunal que recebi o meu filho e as autoridades presentes, juiz e PSP incluídos, não foram capazes de demover a mãe de que teria do mo entregar. Agora, eu quero saber quem vai ser responsável pela sua morte”, questiona.
Maria de Lurdes Campos, presidente da Comissão Permanente de Crianças e Jovens em Risco de Chaves, entidade que acompanhou todo o processo, disse ao CM estar “perplexa” com tudo o que aconteceu. José Marracho recorreu à Comissão para resolver a regulação do poder paternal, “disponibilizámos uma psicóloga para acompanhar o processo e nunca imaginámos um fim tão trágico”, explicou.
A criança, Levi Marracho, tinha sido entregue pelo Tribunal ao pai em 17 de Janeiro deste ano, após o que a mãe se ausentou para o estrangeiro com o bebé. O progenitor alegou em Tribunal que o menino ficava abandonado no carro até de madrugada enquanto a companheira estava na discoteca. A mãe tem 40 anos e quatro dos seus cinco filhos já lhe haviam sido retirados por alegada falta de capacidade para tomar conta deles.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)