Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Bebé esquecido três horas em autocarro

Deixado por motorista da autarquia das 09h00 até às 12h00, com temperaturas de 30 graus
5 de Junho de 2013 às 01:00


Paula Mendes nem queria acreditar quando lhe disseram que o seu filho Tomás, um bebé de apenas 13 meses, ficou esquecido na carrinha do transporte escolar durante três horas na manhã de ontem, numa altura em que na rua estavam temperaturas a rondar os 30 graus. Por milagre, o carro conduzido por um motorista da autarquia que leva crianças ficou à sombra e com as janelas abertas.

Eram cerca das 12h00 quando uma mulher ouviu o choro do bebé, que vive com a família na aldeia de Valongo, no concelho de Avis, e deu o alerta. Tomás Pedrosa devia ter sido entregue na creche da Santa Casa da Misericórdia, na sede de concelho, às 09h00. "Ainda não acredito. O meu filho sobreviveu por milagre. Hoje podia ter acontecido aqui uma grande tragédia", disse ontem ao CM a mãe da criança.

"Fui logo a correr para Avis e estive com ele. Estava bem, felizmente." Paula foi avisada pelo infantário, mas foi também contactada por um vereador da Câmara de Avis, que lhe assegurou que o motorista será alvo de um processo de averiguações. "O motorista é amigo do meu marido e por isso não vamos apresentar queixa. Está perdoado, mas não lhe confio mais o meu filho", disse a progenitora, ainda em choque. O CM tentou ontem contactar a autarquia, entidade que assegura o transporte escolar do pequeno Tomás, mas sem sucesso. A Santa Casa da Misericórdia de Avis também não quis comentar este caso.

O menino ficou o resto do dia no infantário e foi depois levado para casa pela avó. "Ele podia ter morrido. Felizmente correu tudo bem, foi um milagre", frisou a mãe, acrescentando que vai prescindir do transporte do menino para os próximos dias.

avis bebé autocarro motorista
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)