Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Bento XVI convidado pelos bispos

Os bispos portugueses vão hoje convidar o Papa Bento XVI a visitar Portugal, “se for possível”, já em 2008. Sublinhando que “para que Sua Santidade visite o País não é preciso nenhum motivo extraordinário”, os 37 prelados que estão em Roma, no âmbito da visita Sacra Limina, e que hoje são recebidos por Bento XVI, vão dizer que a sua vinda seria “uma grande alegria para Igreja”.
10 de Novembro de 2007 às 00:00
D. Jorge Ortiga diz que bispos, 'mais do que para falar', vão ouvir
D. Jorge Ortiga diz que bispos, 'mais do que para falar', vão ouvir FOTO: d.r.
Nos encontros individuais ao longo desta semana, todos os bispos têm feito questão de dizer a Bento XVI que ficariam “eternamente honrados” se este se deslocasse a Portugal e, em particular, às suas dioceses. D. Serafim Ferreira da Silva, bispo emérito de Leiria-Fátima, disse claramente ao Papa que “uma vinda sua a Portugal seria uma festa muito maior que qualquer inauguração”.
Não querendo antecipar o teor da sua intervenção, o presidente da Conferência Episcopal (CEP), D. Jorge Ortiga, disse ao CM que “temáticas como as vocações sacerdotais, a família e a pastoral social serão objecto de abordagem”. Quanto à Concordata e aos atrasos na sua regulamentação, negou que vá referir o assunto na intervenção inicial, realçando que “não vai haver queixas ao Papa”, mas admitiu que o tema possa vir à conversa.
“Mais do que para falar, nós vamos para ouvir. No entanto, não deixaremos de dar conta de anseios e preocupações”, disse, admitindo que o Papa dê “alguns recados”.
“Como sucessores dos Apóstolos, estamos empenhados na mesma aventura e com consciência de que nem tudo está bem. Mas somos e seremos sempre fiéis à Igreja de Roma”, diz o arcebispo de Braga.
O discurso que Bento XVI vai hoje proferir, na recepção aos bispos portugueses, é aguardado com “grande expectativa”, prevendo-se que aborde a forma como a Igreja deve actuar para tentar contrariar a diminuição das vocações sacerdotais e religiosas e também para, pelo menos, estancar a queda acelerada de fiéis praticantes.
PREOCUPAÇÕES
PORTO SEM RELATÓRIO
O novo bispo do Porto, D. Manuel Clemente, foi dispensado de apresentar o relatório dos últimos cinco anos ao Papa por estar há menos de dois anos na diocese. Referiu, porém, que as preocupações têm a ver com a família, os jovens e as vocações.
CELEBRAÇÃO EM LATIM
O bispo de Viseu, D. Ilídio Leandro, informou o Vaticano de que “em Portugal não há apetência para a missa em latim”.
MISSAL ROMANO
A Comissão Episcopal de Liturgia está a fazer uma nova tradução do Missal Romano, facto que foi transmitido aos bispos.
SANTO PORTUGUÊS
O cardeal D. José Saraiva Martins disse que a canonização do Beato Nuno de Santa Maria (nome religioso de Nuno Álvares Pereira) está para breve, referindo que “já não aparece na lista dos processos em curso”. Não se falou na antecipação do processo de beatificação da irmã Lúcia.
Ver comentários