Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Bispo espanhol culpa crianças

Bernardo Álvarez. O nome pode dizer pouco ao Mundo (e até aos espanhóis), mas o prelado, bispo de Tenerife, nas Canárias, decidiu dizer o que pensa sobre a homossexualidade e comparou-a aos abusos sexuais de menores.
28 de Dezembro de 2007 às 00:00
Em entrevista ao jornal ‘La Opinión de Tenerife’, Bernardo Álvarez afirmou que a homossexualidade “prejudica as pessoas e a sociedade”. Na sua opinião, “a pessoa pratica-a, como pode praticar o abuso de menores Fá-lo porque é atraída pela novidade, uma forma de sexualidade distinta”, considerou.
Mais à frente na entrevista o bispo considerou haver menores “que consentem o abuso”. “Há adolescentes de 13 anos que são menores e estão perfeitamente de acordo e, mais, desejam-no. Se te descuidas, até te provocam. Isto da sexualidade é algo mais complexo do que parece”, rematou o bispo de Tenerife.
Apesar destas declarações, o vigário geral do bispado, Antonio Pérez, tentou ontem explicar a ideia veiculada: “O bispo, nas suas palavras, não pretende justificar nem compreender um fenómeno absolutamente repudiável, como é o abuso de menores.”
Recentemente, o Tribunal Superior de Justiça das Canárias condenou a diocese e o governo autonómico pela violação dos direitos fundamentais de duas professoras de Religião e Moral despedidas em 2001.
Nos últimos anos vários padres e bispos de dioceses da Igreja Católica nos EUA, Brasil, França, Alemanha e Irlanda viram-se envolvidos e foram condenados por actos de pedofilia.
PERFIL
D. Bernardo Álvarez Afonso nasceu no dia 29 de Julho de 1949, em Breña Alta (La Palma). Ordenado sacerdote em 1976, foi nomeado bispo por Bento XVI em 2005
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)