Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Bombeiros a ‘arder’ com dívida do INEM

A dívida é do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) mas quem a está a suportar são os Bombeiros de Silves. Em causa está o arranjo de uma ambulância deste organismo tutelado pelo Ministério da Saúde, ao serviço em Silves, cujo pagamento foi feito pela corporação voluntária e ainda nada recebeu do INEM.
26 de Março de 2008 às 00:30
Três ambulâncias estão avariadas e os Bombeiros não têm dinheiro para as arranjar. Comandante reclama pagamento de dívida do INEM
Três ambulâncias estão avariadas e os Bombeiros não têm dinheiro para as arranjar. Comandante reclama pagamento de dívida do INEM FOTO: Rui Pando Gomes
A situação está a causar constrangimentos, uma vez que a corporação tem três outras ambulâncias avariadas e não as consegue arranjar por falta de dinheiro. Já obrigou a que fossem recusados alguns serviços de transporte de doentes.
"Enquanto esperamos por esse pagamento e outros, não conseguimos arranjar as nossas viaturas, porque o dinheiro não estica e já ninguém nos dá crédito", lamentou ao CM Luís Simões, comandante dos Bombeiros de Silves.
A avaria na viatura 112 registou-se no início de Janeiro, obrigando à sua paragem mais de um mês. Segundo Luís Simões, "precisou de mudar suspensões e fazer uma revisão no motor". O arranjo foi orçamentado em 2.252 euros.
O INEM não a mandou arranjar imediatamente. A viatura foi semanas depois para a oficina da marca, só sendo levantada mediante pagamento, feito pela corporação.
A factura do arranjo foi enviada para o INEM no dia 11 do mês passado, mas mais de um mês depois "nada foi pago".
"Nós não estamos a viver bons momentos a nível financeiro e ainda temos de suportar as dívidas dos outros?", pergunta indignado o comandante da corporação silvense. Lamenta ainda que o INEM não tenha "substituído a viatura durante o tempo da avaria".
O CM contactou o INEM para saber quando será feito o pagamento da dívida, mas até ao fecho da edição não recebeu qualquer resposta.
"UMA AMBULÂNCIA NÃO CHEGA"
Os Bombeiros de Silves têm apenas uma ambulância INEM para responder aos vários serviços activados pelo 112. A corporação é obrigada a usar viaturas próprias para responder às chamadas de emergência. "Temos uma ambulância nossa de reserva, além da que nos foi entregue pelo INEM, mas várias vezes temos de usar outras ambulâncias nossas que precisamos para serviços de transporte de doentes", lamenta o comandante Luís Simões, que dá um exemplo recente: "No domingo da semana passada tivemos três ambulâncias ao serviço do INEM entre as 16h00 e as 20h00. Ao mesmo tempo fomos chamados para um acidente em Armação de Pêra, mas tivemos de rejeitar. Uma ambulância não chega".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)