Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Dois mortos e 11 feridos, dois deles bombeiros, em incêndio num prédio em Lisboa

Uma vítima morreu ao atirar-se do quarto andar para fugir às chamas. Outra morreu carbonizada.
Diana Cardoso, Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) e Rafael Grau 9 de Julho de 2021 às 23:39
A carregar o vídeo ...
Dois mortos e nove feridos, entre os quais um bombeiro, em incêndio num prédio em Lisboa
Um incêndio deflagrou num prédio esta sexta-feira, na Rua Morais Soares, em Lisboa e fez dois mortos, quatro feridos graves e sete feridos ligeiros, informou fonte da Bombeiros Sapadores de Lisboa. O fogo obrigou à intervenção de 80 bombeiros, apoiados por 40 viaturas. 

Testemunhas contaram ao CM que moradores de rés do chão e primeiro andar conseguiram fugir para o pátio nas traseiras do prédio, nos primeiros momentos do fogo. Os moradores dos pisos superiores, em particular do quarto andar, ficaram encurralados e, por isso, houve vítimas que se atiraram pelas janelas do prédio.

Uma das vítimas mortais morreu carbonizada no interior do edifício, segundo do INEM. Dos feridos graves, dois sofreram ferimentos ao se atirarem pela janela, outro - uma mulher - ficou em estado grave devido a inalação de fumos e um quarto sofreu queimaduras.

Há ainda sete feridos ligeiros, dois deles bombeiros que foram assistidos por exaustão, no combate às chamas que não deram tréguas. Ao todo, são 11 os feridos.

Os feridos foram encaminhados aos hospitais de Santa Maria e de São José, apurou o CM.

O alerta foi dado às 22h52. O incêndio terá deflagrado no vão de escadas do prédio e alastrado a várias zonas do edifício. Só já depois da 1h00 de sábado é que o fogo foi extinto pelos bombeiros.

Incidente originou um grande aparato de operacionais no local. Muitos moradores foram retirados das suas casas por precaução.

O prédio ficou inabitável e há vários moradores ficaram desalojados, revelou fonte bombeiros, que não conseguiu precisar o número exato. Pelo menos duas moradoras foram realojadas. Uma delas será uma mãe e os dois filhos.

Ao que o CM apurou, grande parte dos moradores são emigrantes guineenses.

O incêndio terá começado no rés do chão. As causas estão a ser investigadas pelas autoridades competentes.
rua Morais Soares Lisboa Lisboa Proteção Civil questões sociais
Ver comentários