Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Bombeiros contra diplomas do Governo para o socorro

Os bombeiros não concordam com a maioria das alterações para o sector do socorro e protecção civil propostas pelo Governo. Numa análise abordada ontem no Congresso da Liga dos Bombeiros Portugueses, em Viseu, o ‘Soldados da paz’, dizem que, com excepção do diploma relativo à Lei de Bases da Protecção Civil, os outros três são “confusos e insuficientes”.
19 de Novembro de 2005 às 05:14
Entre outras críticas, consideram que o diploma que altera a Lei Orgânica do SNBPC assume “o carácter de instrumento transitório, adiando o processo de edificação de uma estrutura forte”, enquanto o documento que cria um grupo de primeira intervenção no âmbito da GNR “é uma opção de natureza política com uma frágil sustentação técnica”.
O facto do Governo ter aprovado os quatro diplomas do sistema de socorro e protecção civil sem consultar os bombeiros, mereceu fortes críticas de muitos congressistas.
Jaime Soares, presidente da Câmara de Vila Nova de Poiares e comandante dos bombeiros, foi dois mais duros. “Basta! Não podemos continuar a ser o elo mais fraco. Assistimos a um conjunto de atitudes de desrespeito institucional, comportamento que visa dividir os bombeiros”, disse.
A Liga vai formar um grupo de trabalho para tentar junto do Governo alterar os diplomas. “Se ninguém nos ouvir, não ficaremos calados”, garantiu Duarte Caldeira.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)