Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Bombeiros sem meios para tanta emergência

Bombeiros de Albufeira foram obrigados a negar 1200 pedidos de socorro por falta de meios.
Rui Pando Gomes 16 de Abril de 2017 às 09:21
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Maioria das corporações do Algarve está a registar uma subida de ocorrências
Aumentam os turistas, aumenta o trânsito nas estradas e aumentam os acidentes e outros pedidos de socorro. Mas os meios dos bombeiros são os mesmos. A maioria das corporações do Algarve, ao que o CM apurou, está a registar uma subida de ocorrências, desde o ano passado, e este ano a tendência continua.

Segundo dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, de 1 de janeiro até dia 7 de abril, já ocorreram 2214 acidentes rodoviários nas estradas algarvias, num total de 10 vítimas mortais e 38 feridos graves.

O problema é que as ocorrências aumentam e os meios são os mesmos. "Há um aumento muito significativo da atividade operacional no âmbito da emergência médica e noutras áreas do socorro mas o nosso efetivo não cresceu nem a nível de recursos humanos nem de equipamentos", assumiu ao CM António Zua Coelho, comandante dos Bombeiros de Albufeira, concelho que concentra 40% da oferta turística. Em 2016, por exemplo, os soldados da paz foram obrigados a recusar mais de 1200 solicitações de socorro porque tinham todos os meios ocupados.

O número de ocorrências está a crescer também em Portimão, principalmente na área da emergência médica. Richard Marques, comandante dos Bombeiros de Portimão, revela que "há uma tendência de aumento ao longo de todo o ano" e a estratégia tem passado por "reforçar o dispositivo em determinadas alturas e desviar meios de serviços planeados".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)