Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Bombeiros tiram mulher do rio

Utente de um lar de idosos, de 71 anos, tinha fugido da instituição. Foi encontrada com vida
19 de Julho de 2013 às 01:00

Saiu anteontem à noite do lar de idosos, da Trofa, para ir "apanhar flores" mas, ao que tudo indica, ter-se-á desequilibrado junto ao rio Ave, que fica nas traseiras da instituição, e caiu à água. Ficou ali durante mais de duas horas. Até que foi resgatada, com vida e sem ferimentos, pelos bombeiros.

Rosa Oliveira, de 71 anos, estava desaparecida do lar Imaculada Conceição desde as 20h00 de anteontem. A vítima foi encontrada, às 10h15 de ontem, pela funcionária do lar, que viu um corpo a boiar no rio e julgou que era um cadáver. Avisou um bombeiro que ia ali fazer o transporte de uma doente e que deu o alerta aos colegas.

A septuagenária terá conseguido atravessar um campo de milho, uma vala com um metro de altura e uma ciclovia em obras até chegar ao rio. "Estava agarrada aos ramos, só com a cabeça fora da água, num sítio com cerca de três metros de profundidade. Com a ondulação, ela mexeu-se e percebemos que estava viva. Só pensámos tirá-la dali", contou Hugo Correia.

O bombeiro saltou para o rio, nadou até à mulher e trouxe-a para a margem com a ajuda de uma boia "Só largou os ramos quando se agarrou a mim", lembrou. A mulher, em hipotermia, foi levada ao hospital.

TROFA BOMBEIROS ÁGUA RIO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)