Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Braga: Quatro estrangeiros em prisão preventiva

O Tribunal de Famalicão aplicou esta terça-feira prisão preventiva para os quatro estrangeiros detidos ontem pela GNR, em Braga, por serem suspeitos da autoria de dezenas de roubos e furtos no Minho, informou fonte policial.
14 de Fevereiro de 2012 às 19:16
Suspeitos ficaram em prisão preventiva
Suspeitos ficaram em prisão preventiva FOTO: D.r.

Os arguidos foram detidos pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Braga na segunda-feira, em Celeirós, naquele concelho, onde residiam.

Pouco antes, tinham assaltado um café em Arnoso Santa Maria, Vila Nova de Famalicão, de onde levaram a máquina do tabaco.

São suspeitos de mais de três dezenas de furtos e roubos, no último mês e meio, sobretudo em residências e estabelecimentos comerciais, registados em Braga, Vila Verde, Guimarães, Vila Nova de Famalicão e Ponte de Lima.

Um deles, alegado cabecilha do grupo, de 31 anos, tem pendente um mandado de detenção internacional, oriundo da Alemanha, por crimes de furto e de tráfico de seres humanos.

O quarteto atacava sempre de noite, usando viaturas roubadas e sendo suspeito, entre outros, de um roubo com violência a um comerciante de Vila Verde, tendo-lhe levado o apuro do dia e a viatura.

Um assalto a uma sapataria em Ponte de Lima e outro a um soldado do Exército, a que roubaram a farda, são outros crimes cuja autoria as autoridades admitem que pode ser imputada àqueles indivíduos.

Nas buscas domiciliárias realizadas segunda-feira, a GNR apreendeu calçado desportivo, ouro e um kit para aferir da sua qualidade, dinheiro, computadores e duas viaturas.

Luvas, gorros e pés de cabra alegadamente usados nos crimes foram também apreendidos.

Ficam detidos preventivamente no Estabelecimento Prisional de Custóias.

Suspeitos estrangeiros prisão preventiva
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)